Category Archives: Meio Ambiente

Veículos apreendidos em blitz são retirados da Ilha de Tinharé

IMG-20190418-WA0095

Os veículos apreendidos com documentação irregular durante as blitzs realizadas no último final de semana no município- arquipélago de Cairu foram retirados da Ilha de Tinharé nesta quinta-feira (18). A ação é fruto da parceria entre a Prefeitura de Cairu, a 33ª Companhia Independente da Polícia Militar, DETRAN e Polícia Civil, com o objetivo fiscalizar os veículos que transitam no arquipélago. Por estar inserido em uma área de proteção ambiental, a APA Tinharé/Boipeba, Cairu possui uma legislação especial para o trânsito.

De acordo com o prefeito Fernando Brito as operações de fiscalização e as blitzs educativas deverão ser intensificadas. “Estabelecemos parcerias importantes com o DETRAN e com as Polícias Militar e Civil para apoiarem as ações de fiscalização afim de garantirmos o cumprindo da legislação de trânsito, bem como asseguramos a sustentabilidade ambiental do nosso município”, frisou o gestor.

Cairu recebe a 5ª edição da Maratour Gamboa-Morro de São Paulo

IMAGEM_NOTICIA_5
A 5ª edição da Maratour Gamboa-Morro de São Paulo, em Cairu, na Bahia, vai acontecer no próximo dia 13, um sábado, a partir das 10h30. A expectativa é que mais de 200 atletas participem da maratona aquática. Haverá três tipos de provas: 1km, 2,5km e 500 metros, esta última para crianças de até 12 anos.

Para a disputa de maior distância, os atletas vão largar da praia da Gamboa e chegam em Morro de São Paulo. Além das outras duas modalidades, ainda terá a prova “O Rei da Ponte”, competição criada desde 2013 para os nativos que trabalham na ponte. Os participantes vão nadar um percurso de 100 metros e os melhores serão premiados com medalhas.

Os interessados para participar da 5ª Maratour Gamboa-Morro de São Paulo devem acessar o site da organização da competição (clique aqui) para fazer a inscrição, que custa entre R$ 90 e R$ 110. Para mais informações entrar em contato através dos telefones: (71) 3043-3003 e (71) 99413-3385 (WhatsApp).

SEMANA SANTA COM CASA CHEIA EM CAIRU

A combinação de belas paisagens e agito noturno é o grande atrativo da região

untitled

Destinos disputados do litoral sul baiano, Morro de São Paulo e Boipeba têm previsão de alta ocupação durante o feriado da Semana Santa, que em 2019 vai de 19 a 21 de abril. Ambos os distritos estão localizados no município-arquipélago de Cairu e aguardam uma grande ocupação, com expectativa de 100% para Morro e de 80% para Boipeba, de acordo com a Secretaria Municipal de Turismo.

Tanto Morro de São Paulo quanto Boipeba são conhecidos por oferecerem contato com a natureza, tranquilidade e paz, através das suas praias paradisíacas. Enquanto Morro conta com paisagens famosas e agito noturno, Boipeba se destaca por ter sido reconhecida pela Unesco como Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade, além de ser escolhida como a praia não urbana mais bonita do país pelo Traveller’s Choice 2013, do site TripAdvisor.

Atrativos
Morro de São Paulo é dividido em cinco praias, cada uma para um tipo de público distinto. A Primeira Praia é excelente para a prática do surf. A Segunda Praia é a da agitação e badalação. A Terceira Praia é a mais calma, para caminhar e mergulhar, além de ser de onde saem os passeios turísticos. A Quarta Praia é a que reúne as piscinas naturais e, por fim, a Quinta Praia é conhecida como Praia do Encanto, com ampla faixa de areia e exuberante paisagem.

Para quem prefere o agito das baladas, Morro de São Paulo oferece muitas opções, com festas de segunda a segunda. A noite na localidade é super agitada. As baladas atingem todos os gostos. Quem prefere sair mais cedo pode curtir uma boa música ao vivo tem opções na praia e nos inúmeros restaurantes da Vila. Já quem prefere madrugar, os melhores destinos são as boates e lounges de música eletrônica, com um jet set internacional, multicultural, para ninguém botar defeito.

Já o turista que visita a ilha de Boipeba conta com uma programação variada. Algumas das opções são: passeios às piscinas naturais formadas por recifes de corais, passeio de canoa dentro do mangue, trilhas ecológicas em uma faixa da Mata Atlântica, praias quase desertas e a possibilidade de banho no rio ou no mar.

O ponto alto de Boipeba são os passeios e trilhas que podem ser feitos à pé ou a cavalo, mas devem ser sempre acompanhados por um guia local. Com paisagens rupestres pelo caminho, o turista conhece o dendezeiro, a mangabeira e o cajueiro, plantas típicas da região. Outra dica são os mergulhos de superfície pelo banco de corais das piscinas naturais.

Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago
Ao chegar em Morro de São Paulo o turista precisa pagar uma tarifa única, no valor de R$ 15,00. Os recursos são utilizados para melhoria dos serviços turísticos e preservação do patrimônio do Arquipélago de Tinharé. A Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA) tem o objetivo de assegurar a manutenção, restauração e preservação do patrimônio histórico, cultural, ambiental e estrutural do arquipélago, bem como as condições ambientais e ecológicas da Área de Proteção Ambiental (APA) Tinharé.

O pagamento da tarifa deverá ser feito logo ao acessar a ilha em posto na entrada principal de Morro. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou no cartão de débito. Estarão isentos da cobrança as crianças menores de 5 anos e pessoas maiores de 60 anos. Terão direito à meia entrada estudantes, pessoas com necessidades especiais e pessoas cadastrados em programas sociais de baixa renda, desde que comprovem tais condições. Toda a arrecadação e a destinação dos recursos podem ser acompanhados no site arquipelagodecairu.com .

Como chegar
Existem várias opções de chegar em Morro de São Paulo com saída de Salvador. A mais indicada é seguir de Salvador direto para Morro, por via marítima. Em frente ao Mercado Modelo, saem vários catamarãs, oferecido pelas empresas Biotur, Farol do Morro e Ilha Bela. A viagem é feita beirando a costa e dura em média 2h30. A ida custa R$ 96,60 e a volta de Morro para Salvador custa R$ 95,26.

Para chegar em Boipeba, pode-se sair até Morro de São Paulo e lá pegar uma lancha rápida. O tempo total de deslocamento gira em torno de 4 horas. Quem viaja de carro ou ônibus, têm várias opções. A mais indicada é via Baía de Todos os Santos com o Ferry-boat até Bom Despacho. A partir daí, segue até Valença. A viagem por terra dura aproximadamente 3 horas. Chegando a Valença ele pode deixar o carro em um dos estacionamentos pagos e pegar um barco ou lancha rápida para Boipeba. Existem saídas de uma em uma hora. Não é permitida a entrada de automóveis no Arquipélago de Tinharé, onde localiza-se Morro de São Paulo e Boipeba.

Fonte: LK COMUNICAÇÃO
Foto by Elton Andrade

Em 10 anos do 1º leilão de eólica no país, Bahia assume protagonismo

Energia Eólica - João Ramos Ascom SDE

Estado lidera na comercialização de parques e gera 40 mil empregos diretos

Em dezembro deste ano, o Brasil completa 10 anos do primeiro leilão competitivo exclusivo para energia proveniente de fontes eólicas, realizado pela Aneel (agência Nacional de Energia Elétrica). Em uma década, o país saiu do zero para se tornar o 8º maior produtor de energia eólica no mundo, de acordo com dados da ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica). No centro desta mudança, a região Nordeste e o protagonismo da Bahia, que é líder nacional com 30,58% da comercialização de parques nos leilões de energia e ocupa o 2º lugar na geração desta fonte renovável.

Nesses 10 anos, foram investidos no estado R$ 13,7 bilhões e criados mais de 40 mil empregos diretos na fase de construção dos 147 parques que estão operando. Essas usinas têm com capacidade instalada de 3.730 MW e beneficiam 23 municípios baianos. “Os bons ventos levaram desenvolvimento, emprego e renda para nosso semiárido tão sofrido. A Bahia gera hoje 1.330 GWh/mês e tem capacidade para abastecer cerca de 11 milhões de residências, beneficiando 33 milhões de habitantes”, afirma o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), João Leão.

O primeiro complexo eólico baiano começou a operar em 2011, em Brotas de Macaúbas. Atualmente, é controlado pela Statkraft Energias Renováveis que comprou uma fatia da então Desenvix, em 2012, e assumiu o controle da empresa em 2015. “Para nós, o Brasil é um dos principais mercados de crescimento. O Parque Eólico da Bahia é o maior empreendimento detido integralmente pelo grupo, com investimentos de aproximadamente R$ 450 milhões”, afirma Fernando de Lapuerta, CEO da empresa.

Já a ENGIE Brasil Energia chegou à Bahia em 2016, com a instalação do conjunto eólico Campo Largo (326,7 MW), seguido posteriormente da construção do complexo eólico Umburanas (360 MW), que está em fase final de implantação e foi adquirido da Renova Energia em 2017. Os complexos, que ficam em Sento Sé, totalizam investimentos de aproximadamente R$ 3,8 bilhões.

“A aquisição faz parte da estratégia da empresa em ampliar sua matriz energética de fontes eólicas, além de apresentar sinergia com a implantação de Campo Largo, localizado na mesma região e que já está em operação comercial plena, desde dezembro de 2018. Além disso, está previsto para o segundo semestre deste ano a implantação da segunda fase do Complexo Campo Largo, com investimentos viabilizados por comercialização de energia com clientes no Mercado Livre. Esta ampliação irá agregar 360 MW de capacidade instalada e conta com investimento estimado em R$ 1,7 bilhão”, afirma José Laydner, diretor de Geração da ENGIE Brasil Energia. Com a segunda fase de Campo Largo, a empresa ultrapassará 1.000 MW de capacidade instalada em energia eólica só no estado da Bahia.

Componentes
Além dos parques de geração de energia espalhados pelo sertão, onde se localiza grande parte do potencial do estado, a Bahia tem um parque industrial voltado para produção de equipamentos, consolidando esta terra como principal polo nacional na fabricação de componentes. A cadeia produtiva conta com seis grandes empreendimentos instalados GE/Alstom, Siemens/Gamesa, Nordex/Acciona, Torrebras, Torres Eólicas do Nordeste (TEN) e Wobben Windpower. Juntas somam investimentos de R$ 704 milhões, geram 1,3 mil empregos e beneficiam os municípios de Juazeiro, Jacobina, Camaçari e Simões Filho.

Os ventos reservam um futuro promissor para a Bahia já que os números prometem subir ainda mais. Conforme dados da Aneel (20 de março de 2019), 96 novos parques eólicos serão instalados na Bahia e adicionarão 1.788 MW à rede elétrica até o final de 2024, levando o estado à marca de 5 mil MW. Serão investidos R$ 7,3 bilhões e a previsão é que sejam gerados 27,6 mil empregos diretos e indiretos nos parques que estão em construção e em construção não iniciada.

A partir deste mês, a SDE disponibilizará mensalmente (na última segunda-feira), um informe executivo sobre energias renováveis no site da oficial da secretaria: www.sde.ba.gov.br.

FONTE: Ascom/SDE

Prefeitura de Cairu e Coelba realizam mais uma reunião para tratar do cabeamento subterrâneo de Morro de São Paulo

FB_IMG_1553816589025

O engenheiro e secretário de Planejamento Urbano e Infraestrutura, Benedito Passos, esteve nesta quinta-feira (28) mais uma vez reunido com a equipe técnica da Coelba para tratar dos detalhes do pré – projeto da rede de cabeamento subterrâneo em Morro de São Paulo. Presente ao encontro também o presidente da ACEC (Associação Comercial e Empresarial de Cairu), parceira na ação. No mês de fevereiro, outras reuniões técnicas foram realizadas pela Prefeitura de Cairu e Coelba, bem como as equipes técnicas das duas instituições estiveram em conjunto com a equipe da Embasa realizando visita de campo para identificar os pontos onde serão construídos as subestações, que também serão subterrâneas.

A obra, que deverá ter início no segundo semestre deste ano, contará com mais de dois quilômetros de rede de média e alta tensão, que vão proporcionar maior confiabilidade ao fornecimento de energia da ilha, valorizando ainda mais a paisagem local, com a retirada da rede aérea de distribuição. O pré – projeto prevê o cabeamento subterrâneo tanto na Praça Aureliano Lima, assim como da subida para o Farol, Rua da Biquinha, Fonte Grande e Primeira Praia.

A articulação para realização deste serviço inovador na região, contou com o intermédio do prefeito Fernando Brito junto ao Governo da Bahia e à Coelba, concessionária de energia elétrica no Estado. Essa será mais uma das ações estruturantes da concessionária para a ilha, que já tem implantada a tecnologia do Self-Healing, um sistema de automação da distribuição de energia que permite a restauração automática e muito mais rápida em casos de interrupção no fornecimento de energia, beneficiando mais de 4.500 clientes e turistas que visitam a região na alta estação.

Fonte: ASCOM/CAIRU

Bahia lidera comercialização de parques eólicos e fotovoltaicos, diz SDE

EÓLICA BAHIA - Statkraft

Secretaria passa a divulgar mensalmente o panorama de Energias Renováveis no estado

A Bahia é líder nacional com 30,58% da comercialização de parques eólicos e 25,17% da comercialização de parques fotovoltaicos nos leilões de energia da ANEEL. Juntos, as duas fontes renováveis já geraram 58 mil empregos e devem criar 30,9 mil novos postos de trabalho no estado, com investimentos de R$ 8,4 bilhões. Os dados são da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), divulgados essa semana em seu Informe Executivo de Energias Renováveis.

“A energia limpa, além de ajudar o meio ambiente, traz oportunidades de negócios, fomento à economia local e geração de emprego em regiões remotas do nosso estado, como o Semiárido. Temos ventos fartos e sol forte na Bahia e isto se soma à nossa política estadual de atração de investimentos”, comemorou o vice-governador e titular da SDE, João Leão.

No segmento de Solar Fotovoltaico, a potência instalada, em geração distribuída, cresceu 40% nos últimos 12 meses, chegando à marca de 9.889,4 kW. Cerca de R$ 3,1 bilhões já foram investidos nos 26 parques em operação que, juntos, têm 639 MW de capacidade instalada. Já no setor Eólico, os 147 parques em operação têm capacidade instalada de 3.730 MW e receberam investimentos de R$ 14,4 bilhões. Até 2020 outros 37 parques entrarão em operação.

A SDE vai divulgar mensalmente este Informe Executivo de Energias Renováveis, contendo um balanço detalhado do setor aqui no estado. Veja dos dados de Eólica AQUI e os números de Solar AQUI.

Fonte: Ascom/SDE

Cairu entrega Plano Náutico Municipal para Capitania dos Portos

Buscando o desenvolvimento náutico do município-arquipélago de Cairu, o prefeito Fernando Brito esteve reunido na última segunda-feira (25) com o Capitão dos Portos da Bahia, Comandante Márcio Gomes Amaral, no 2° Distrito Naval, em Salvador. Na oportunidade, foi entregue pelo gestor municipal o Plano Náutico de Cairu, instrumento elaborado pelo Sebrae, bem como o Plano Náutico da Costa do Dendê. Participaram do encontro a secretária de Turismo Diana Farias e a diretora de Tributos Joelia Carvalho.

IMG-20190326-WA0022

O Plano Náutico tem a proposta de utilizar os potenciais do município para promover turismo segmentado, durante todo o ano, incluindo a baixa estação. Cairu é o único município-arquipélago do Brasil, que possui quilômetros de praias em condições favoráveis para a prática de esportes e turismo náutico, já Morro de São Paulo, terceiro destino turístico da Bahia, é a localidade mais bem estruturada em todo Baixo Sul para atender uma grande demanda turística.

Na pauta do encontro, estiveram ainda o gerenciamento costeiro do arquipélago e a capacitação dos marinheiros do município. Neste sentido, atendendo a pedido do gestor municipal, a Capitania dos Portos agendou para o dia 09 de abril uma reunião em Morro tendo como público alvo os proprietários de embarcações que desejam orientação sobre cursos de condutores e marinheiros. De acordo com o Comandante Márcio Gomes, no ano de 2018 o município de Cairu foi o que teve maior número de atendimentos da Capitania, ultrapassando até mesmo Salvador.

O prefeito Fernando Brito ressaltou a importância da parceria com a Capitania dos Portos tanto nas ações de fiscalização, como no ordenamento das atividades. ” A Capitania já é uma grande parceira da administração municipal, com ações não só na alta estação mas sim durante todo o ano. Tenho certeza que também será fundamental esse alinhamento para a implantação do Plano Náutico e do gerenciamento costeiro que fomentará ainda mais nosso turismo, gerando emprego e renda”, destacou o prefeito.

Fonte: ASCOM/CAIRU

Sebrae, Ministério do Turismo e Embratur firmam convênio para levar ações a Cairu

55587611_273909890208991_1833719987626311680_n

Um dos setores que mais cresce no Brasil, o turismo movimenta direta e indiretamente a economia gerando emprego e renda no país. Segundo pesquisa elaborada pela consultoria britânica Oxford Economics, a contribuição do turismo ao Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 3,1% em 2018, totalizando US$ 152,5 bilhões (8,1%).

Para contribuir com o fomento do turismo em Cairu, no Baixo Sul do estado, por meio do fortalecimento de micro e pequenas empresas, do estímulo à competitividade e à inovação e do apoio da gestão municipal para a geração de empregos e impulsionamento de melhorias no destino turístico, foi firmada uma parceria entre Sebrae e prefeitura para a realização do programa Investe Turismo.

Trata-se de um convênio firmado entre o Ministério do Turismo, a Embratur e o Sebrae que visa a articulação e o fomento ao setor promovendo a convergência de ações e investimentos para acelerar o desenvolvimento, gerar empregos e transformar destinos.

Segundo a analista do Sebrae em Santo Antônio de Jesus, Maria Guadalupe Souza, o programa tem como público alvo donos de micro e pequenas empresas dos segmentos de meios de hospedagens, bares e restaurantes, agências de viagens e agências de transportes e atrativos turísticos, órgão público municipal e associações empresariais.

Entre os focos estratégicos estão o fortalecimento de lideranças empresariais e públicas com o incentivo à cooperação e ao diálogo; o estímulo à inovação na geração de produtos e serviços que gerem experiências diferenciadas aos turistas; a contribuição para uma atuação estratégica dos destinos e das empresas, com ênfase nas ações de mercado; a busca por excelência na gestão dos destinos e dos pequenos negócios do turismo; e o incentivo à aplicação de ações com foco em sustentabilidade.

Ainda segundo a analista, está previsto a realização de ações como a estruturação de novos roteiros e o incentivo à formatação de serviços criativos e inovadores; o fortalecimento da governança municipal incentivando o planejamento estratégico dos destinos; o apoio à participação de empreendedores em feiras nacionais e internacionais para representação dos destinos turísticos; e a oferta de consultorias empresariais além do apoio à realização de eventos.

Para a secretária de Turismo de Cairu, Diana Farias, os dados da Oxford Economics por si só revelam o impacto do setor no Brasil e no mundo, com reflexos significativos na economia e na geração de empregos e renda. “Em nosso município, o turismo possui dados ainda mais significativos, pois devido ao fato de Morro de São Paulo estar entre os três destinos mais requisitados e visitados da Bahia, ele coloca Cairu em destaque no Brasil e no mundo.”, acrescenta.

A gestora enxerga a parceria entre o município e o Sebrae como um avanço importante para o desenvolvimento do trade turístico local. “É uma parceria fundamental porque além de evidenciar que o poder público municipal reconhece a importância do turismo para o distrito de Morro de São Paulo e todo o município arquipélago, teremos uma ferramenta bastante importante no fomento de ações estratégicas para o desenvolvimento sustentável tão sonhado por todos”, conclui Farias.

Fonte: Rafael Lopes/ Agência Sebrae de Notícias Bahia

Cairu investe na iluminação pública do Zimbo

IMG-20190323-WA0009

A Prefeitura de Cairu continua investindo na ampliação e melhoria da iluminação pública em todo o município – arquipélago. Na última semana, a RS Engenharia, prestadora de serviços da administração municipal, supervisionada pela Secretaria Especial de Morro de São Paulo, concluiu a instalação da rede baixa da via principal do bairro do Zimbo, a rua do Black White, em Morro de São Paulo. O serviço soma-se aos onze pontos completos de iluminação instalados no bairro no final de 2018, além dos serviços já realizados de implantação de postes na estrada de acesso ao Zimbo II, do aumento do número de postes e braçadeiras nas imediações do Areial e Alto Mangueira, também no Zimbo.

A comunidade de Boipeba também tem sido beneficiada com os investimentos da Prefeitura de Cairu na ampliação da iluminação pública, no segundo semestre do ano passado foram implantados novos postes e braçadeiras na Praia da Boca da Barra, Tiririca, Serrão, Ribeirinho e Ipiranga.

De acordo com o prefeito Fernando Brito, a iniciativa busca garantir maior tranquilidade e segurança para os moradores. Ainda segundo o gestor, um planejamento de trabalho foi feito para que seja implantado iluminação em todas as ruas do bairro, que já é considerado um dos mais populosos de Morro de São Paulo.

Este polvo tem pesadelos (e os seus gritos têm cor)

aac0f56ea5807e7f9625f7ac1152d7a6
Um vídeo publicado no YouTube mostra um polvo a mudar de cor enquanto dorme. Os cientistas acreditam que a mudança de branco para castanho escuro pode estar ligada a um pesadelo durante o sono.

Os polvos são conhecidos pela habilidade de camuflar a pele em situações perigosas. Mas o que acontece quando estes animais mudam de cor durante o sono?

O vídeo publicado no YouTube mostra um polvo (Octopus hummelincki) a dormir no seu aquário bem iluminado. Quando adormeceu, a cor da sua pele mudou drasticamente, passando de branco para castanho escuro.

As imagens foram captadas em outubro de 2017, no Butterfly Pavilion, um jardim zoológico no Colorado, EUA. Rebecca Otey, estagiária de ciências e conservação, filmou o polvo a dormir e partilhou as imagens no Youtube, em fevereiro de 2018.

No início, o polvo adormece com uma coloração branca perolada. No entanto, à medida que vai dormindo, os padrões escuros da sua pele pulsam mediante a sua própria respiração. Gradualmente, uma inundação de cor escura toma conta do seu corpo. Lentamente desaparece, retomando à cor inicial.

Segundo os cientistas, mudanças de cor como a que surge no vídeo são causadas pelos cromatóforos do polvo – células pigmentares que se expandem ou se contraem para alterar as cores e os padrões do corpo do animal. Os especialistas acreditam que estão envolvidas no processo duas outras células – iridóforos e leucóforos – que detetam as cores que a pele do animal combina.

“Os processos exatos de como os polvos combinam as cores ainda não são totalmente conhecidos, apesar se estarem muito bem estudados No entanto, pesquisas recentes sugerem que as próprias células são capazes de combinar as cores“, disse Sara Stevens, do Butterfly Pavilion, ao Live Science.

Estes animais ativam os seus “super poderes” de camuflagem em resposta a mudanças nas condições que os rodeia. Será que a alteração da coloração deste polvo significa que estava a sonhar com uma ameaça?

Apesar de o estudo sobre o sono e o sonho dos cefalópodes estar a crescer ao longo dos anos, ainda não há evidências suficientes para dizer, com certeza, se estes animais sonham da mesma forma que os seres humanos.

“Tem sido levantada a hipótese de que as espécies de polvo podem exibir algo muito semelhantes aos ciclos de R.E.M. em humanos – mas ainda não se sabe se estes animais atingem o sono R.E.M.”, afirmou Stevens. O sono R.E.M., ou Rapid Eye Movement (“movimento rápido dos olhos”), é a fase do sono na qual ocorrem os sonhos mais vívidos.

Ao contrário dos seres humanos, os polvos não têm um cérebro centralizado. Em vez disso, têm múltiplos “cérebros” distribuídos pelos seus membros. Este sistema nervoso incomum dá a estes animais o controlo preciso sobre as suas células que mudam de cor. Contudo, essa habilidade pode não estar sob o controlo dos polvos o tempo todo.

Todavia, “não há respostas definitivas para as perguntas: os polvos sonham? E com o quê?”, conclui a cientista.