Category Archives: Meio Ambiente

VALENÇA: Ricardo Moura visita o Jambeiro e dá início a obras no bairro

A comunidade do Jambeiro recebeu a visita do prefeito Ricardo Moura que ao lado da Diretora do SAAE, Rosemary Paixão, deu início às obras de instalação da rede de esgoto em PVC, como também, às obras de recuperação do calçamento, necessidades que foram mapeadas pela gestão em parceria com a autarquia de abastecimento de água e esgoto de Valença. De acordo com o prefeito o objetivo da solicitação feita junto ao SAAE – Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto, é para que a população do Jambeiro seja atendida em todas as necessidades estruturais. “Trata-se de promessa de campanha, quando na época, em visitas aos bairros, pude ver a realidade do caos em que se encontrava as nossas ruas, com calçamentos em péssimo estado, ruas intransitáveis, mas agora estamos retornando com todos os equipamentos necessários e mão de obra qualificada para fazer os serviços necessário, proporcionando ao nosso povo mais qualidade de vida”, declarou Ricardo Moura. Todas as ruas transversais do bairro do Jambeiro receberão a rede de esgotamento sanitário e todo o bairro passará por recuperação de calçamento, de iluminação pública, recolhimento de lixos e entulhos.
DSC0073-cópia

Fiscais ambientais da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável de Cairu resgatam tartaruga

IMG-20180705-WA0035

Após ser encontrada em Garapuá e encaminhada por populares para Praia do Encanto, em Morro de São Paulo, uma tartaruga da espécie verde juvenil foi resgatada nesta quinta-feira (05) por fiscais ambientais da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável. Essa espécie pode atingir até 143 cm de comprimento de carapaça, pesar 160kg e viver até 75 anos, possuindo status de conservação sinalizado como vulnerável.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Sustentável, Fabiana Pacheco, o animal encontrava-se debilitado, por isto foi encaminhado para a sede do Projeto TAMAR na Bahia, localizada na Praia do Forte, para os devidos cuidados antes de ser devolvido ao seu habitat natural.
IMG-20180705-WA0072
O Projeto TAMAR começou nos anos 80 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. Com o patrocínio da Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental, hoje o projeto é a soma de esforços entre a Fundação Pró-TAMAR e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Poluição do ar já provocou 3,2 milhões de novos casos de diabetes

Um em cada sete novos casos de diabetes é causado pela poluição do ar, de acordo com um estudo da Washington University School of Medicine, de St. Louis, nos Estados Unidos.

489c67f4abf6beb0a35f7840e280fbbc-783x450

Os autores da pesquisa acreditam que “a poluição reduz a produção de insulina e provoca inflamações, impedindo o corpo de transformar a glicose do sangue em energia”. O elo entre a doença e a falta de ar puro já tinha sido desenvolvido por pesquisas anteriores.

A estimativa de 14%, um em cada sete casos, é baseada em dados médicos de 1,7 milhão de ex-combatentes americanos, acompanhados por oito anos e meio e escolhidos por não terem diabetes no começo da pesquisa. A pesquisa foi publicada esta sexta-feira (29) na revista Lancet Planetary Health.

Os pesquisadores estabeleceram um modelo estatístico para ver em que medida a poluição do ar poderia explicar a aparição da doença, levando em conta fatores que favorecem a diabetes, como a obesidade.

“Nossa pesquisa demonstra um elo significativo entre poluição do ar e diabetes no mundo”, afirmou num comunicado o professor de medicina Ziyad Al-Aly. “É importante ressaltar esse fato porque muitos lobbies econômicos afirmam que os limites de poluentes na atmosfera são muito baixos. Mas temos provas de que os níveis atuais ainda devem ser reduzidos.”

Países que não respeitam os limites impostos, como a India, o Afeganistão e a Guiana apresentam maior taxa de diabetes decorrente da poluição do ar. No lado oposto, há menos casos desse tipo da doença em nações mais ricas como a França, a Finlândia e a Islândia.

Mais uma baleia jubarte é encontrada morta no sul da Bahia

A primeira foi achada com marcas de mordidas de tubarão, no dia 11 de junho, na cidade de Prado, na praia do Farol
Redação Bahia.Ba
baleiaaa
Mais uma baleia jubarte foi encontrada morta em praia no sul da Bahia. Dessa vez, o animal de 12 metros estava na praia do Corais, no município de Alcobaça. Moradores da região acionaram equipes do projeto Baleia Jubarte, após acharem o mamífero na tarde da quinta-feira (28), já em estado de decomposição.

Uma coleta de amostras foi feita para identificar a causa da morte. Os trabalhadores de limpeza da prefeitura fizeram a retirada da carcaça do animal, que foi enterrado no mesmo dia. Essa foi a segunda baleia encontrada morta este ano no sul baiano. A primeira foi achada com marcas de mordidas de tubarão, no dia 11 de junho, na cidade de Prado, na praia do Farol

Cachoeira: Acordo do MP-BA prevê recuperação ambiental de margens do Rio Caquende

A partir de um acordo firmado com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), o Município de Cachoeira deverá remover as ocupações e intervenções urbanas indevidas existentes em todas as Áreas de Preservação Permanente (APP) às margens do Rio Caquende. O MP propôs o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), através do promotor de Justiça Sávio Damasceno. As medidas deverão ser adotadas em um prazo de seis meses, junto com a realização de um diagnóstico das APPs que necessitem de cercamento ou outra forma de delimitação e proteção.O acordo prevê ainda que, dentro de um ano, o Município apresente projeto de regularização fundiária de interesse social dos assentamentos inseridos em áreas urbanas de ocupação consolidada que ocupem as APPs localizadas às margens do rio. O projeto deve trazer estudo técnico que demonstre a melhoria das condições ambientais em relação à situação anterior. Já em seis meses, deverá ser elaborado um Projeto de Recomposição de Área Degradada e Alterada (Prada) para recuperar as APPs que não podem ser objeto de regularização fundiária. O descumprimento de qualquer prazo estabelecido no acordo resulta em multa de R$ 1 mil por dia de atraso.

IMAGEM_NOTICIA_5

VALENÇA PODERÁ PERDER EMPREENDIMENTO PONTA DO CURRAL

Ainda carece de maiores esclarecimentos, mas uma rápida conversa com pessoas ligadas ao Empreendimento Ponta do Curral, exige que a Prefeitura e a Câmara de Vereadores tomem o protagonismo do projeto, sob pena de ver o empreendimento, pertencente a um fundo de investimentos do Banco Oportunity, migrar para outro município. De acordo com a fonte, atendendo solicitação do Ministério Público Estadual, a Justiça concedeu liminar questionando a aprovação, pela Câmara de Vereadores, de uma Lei Municipal que permite a expansão urbana na área pertencente a APA de Guaibim, o que na prática, permitiria a construção de um resort de luxo, além de uma marina e casas. Tocado pela Empresa D e F Projetos, o Resort Ponta do Curral previa um investimento de R$ 100 milhões em um condomínio de luxo localizado em uma área construída de 236.088 m2. Seriam construídos, três hotéis; quatro clubes de lazer, oito centros de comércio e serviços, marina, hípica, central de administração e viveiro, além de duas zonas residenciais com 340 unidades habitacionais.
“O projeto continua parado. Já se passaram mais de 10 anos e o pessoal já está desgastado” disse a fonte. Em entrevista a uma Emissora de Rádio local, um dos interlocutores do grupo afirmou que a Empresa já estaria com um novo local para tocar o projeto. O destino do novo empreendimento seria o município de Itacaré.
Em junho de 2015, a Câmara de Vereadores de Valença aprovou o Projeto de Lei Municipal 2.386, que “declara como área de expansão urbana para o desenvolvimento turístico regional sustentável, parte do Distrito de Guaibim”. O Projeto delimita os pontos que seriam atingidos e instrui através de um mapa, quais locais podem abrigar o empreendimento. Antes da aprovação do projeto, os vereadores da época visitaram o local e ficaram sabendo detalhes das futuras construções. “Todo o cuidado foi tomado para permitir um perfeito equilíbrio entre os empreendedores e o meio ambiente”, ressaltou um dos diretores do fundo. Ainda segundo ele, somente os espaços ocupados por coqueiros seriam impactados, deixando intocável a área da mata atlântica.
Outra Ação proposta em 2012 pela Promotoria Regional Ambiental da Costa do Dendê, já havia pedido a suspensão de um Projeto de Lei que permitia modificar o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) que alterava os limites do Distrito de Guaibim e da Área de Expansão Urbana. Na época, o MP exigiu audiências públicas para discutir o projeto.

Por Magno Jouber

Ponta-do-Curral-300x200@2x

DIREÇÃO DO SAAE INICIA PROCESSOS DE EFICIÊNCIA ENÉRGICA NA CAPTAÇÃO DA ETA – VALENÇA

SAAE
No intuito de promover melhorias na captação de água da Estação de Tratamento de Água – ETA principal que abastece a cidade aliados a eficiência enérgica, iniciou-se neste mês o processo de descida da bomba principal, junto com outras intervenções que além de melhorar a qualidade da água captada, contribuirá para o princípio de economia de energia na casa de bombas. Existe um custo muito elevado para manter as casas de bombas operando, não só no que diz respeito e energia gerada, mais peças e equipamentos que se desgasta em um curto período de tempo. A energia gerada pelos equipamentos de bombas que mantem o processo de operacionalização das companhias de saneamento se tornou ao longo dos anos um dos vilões das concessionárias de água e esgoto, por esse motivo as concessionárias têm buscados incessantemente otimização desses equipamentos aliados a diminuição de custos. A intenção das direções passadas sempre foi no sentido de executar esse serviço de mudança da captação, e nesse momento identificamos que não poderíamos mais procrastinar essas mudanças, os investimentos empregados na mudança, deve gerar uma economia em torno de 25% na conta de energia da Autarquia com a captação, além de melhorar a água captada, teremos uma redução também nas aquisições de rotores e rolamentos. Um dos anseios da gestão Cuidando da nossa gente sempre foi no sentido de melhorar a qualidade e quantidade de água ofertada para a população de Valença, e nesse sentindo posso afirmar que estamos conseguindo levar essas melhorias aos bairros altos da cidade que eram limitados a ter agua em suas torneiras apenas no turno da noite.

Fonte: Assessoria de Serviços de Gestão do SAAE

LUZ NO ZIMBO

anuncio iluminacao zimbo

Será possível trocar plástico por cupons no supermercado em Portugal

O governo português apresentou na semana passada um conjunto de iniciativas para reduzir o impacto da poluição que os plásticos criam no país. Trocar plástico por cupons de desconto no supermercado é um dos incentivos propostos.

Na quinta-feira (7), o governo apresentou um pacote de medidas para aumentar a reciclagem dos plásticos. Entre elas está a possibilidade de trocar plástico usado nos supermercados por vouchers para uso no estabelecimento comercial.

A cada segundo, são fabricadas, em média, 9,5 quilos de resinas sintéticas moldáveis no mundo. Por esse motivo, escreve o Diário de Notícias, o plástico é um poluente que chama cada vez mais a atenção global.

“Até 2021, Portugal terá um sistema de incentivos para quem reciclar esses materiais”, diz ao jornal o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, referindo-se ao relatório do grupo de trabalho sobre plásticos, que a Agência Portuguesa do Ambiente tornou público na Fundação Calouste Gulbenkian.

“Uma das principais medidas é a instalação de unidades de recolha em pontos de grande venda de plásticos, como os supermercados. O peso que o consumidor entregar será depois convertido em vouchers de compras nesses mesmos estabelecimentos”, explica o responsável.

A entrega de plástico em troca de vouchers de compras pode entrar em vigor já no próximo ano nos grandes supermercados, depois nas estações de serviço e nas áreas com restaurantes, avança o Jornal de Negócios.

Caso a medida não surta o efeito desejado, poderão ser implementadas taxas de retorno para as garrafas de plástico de águas e refrigerantes para que os consumidores sejam incentivados a devolver as garrafas, como o que acontece com as garrafas de vidro com tara (taxa de retorno).

Esta última iniciativa é defendida pelo PAN e pelo Bloco de Esquerda português, mas o governo não quer implementá-la por enquanto, escreve o Jornal de Notícias.

Campanhas de educação ambiental e acordo com os produtores, distribuidores e restaurantes são algumas das medidas previstas pelo governo. A ideia é reduzir o consumo de garrafas de plástico (voltando a dar uso às garrafas de vidro nos restaurantes, por exemplo) e aumentar a recolha dos plásticos utilizados.

A recolha porta a porta feita pelos municípios deverá também ser alargada, não só para os plásticos, mas também para os biorresíduos, como alimentares e de jardins. Ainda assim, a medida não será aplicada da mesma forma em todo o país.

No caso das águas e dos refrigerantes, Carlos Martins propõe também que as garrafas, tampas e rótulos sejam feitos do mesmo material, de modo a simplificar o tratamento de resíduos.
f7e14b476dcfa9861d83557dfdb6bc50-783x450

Prefeitura de Cairu instala postes de iluminação na estrada de acesso ao Zimbo II

IMG-20180606-WA0049
Os moradores do Zimbo II, bem como todos os passantes, já podem sentir a diferença ao transitar pela estrada de acesso ao bairro. A Prefeitura de Cairu, através da RS Engenharia- prestadora de serviços na área de iluminação pública, está atendendo uma reivindicação da comunidade e instalando postes na via. Ao todo serão 1000 metros de fios e cabos com 24 pontos de iluminação completos com postes que garantirão maior segurança, principalmente a noite, para todos que trafegam na estrada.

O serviço vem sendo acompanhado de perto pela Secretaria Especial de Morro de São Paulo. Segundo o administrador de Morro, Fabiano Campos, a ação foi muito bem recebida pela comunidade. ” Por aqui trafegam pessoas não só do Zimbo II, como de vários outros bairros, pois essa via vem se desenvolvendo ao longo dos anos e hoje já é um acesso importante dentro de Morro. A comunidade tem nos externado a satisfação em ver mais essa promessa da gestão do prefeito Fernando Brito sendo cumprida”, ressaltou. Os trabalhos de implantação dos postes deverá ser concluído neste mês de junho.