Monthly Archives: outubro 2014

Troca de farpas e ‘disputa’ por Minas Gerais dominam debate do SBT

Dilma e AécioO debate realizado nesta quinta-feira (16) no SBT entre os candidatos à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves; e pelo PT, Dilma Rousseff, foi marcado por trocas de acusações. Enquanto o tucano colocou em discussão as denúncias sobre a Petrobras e o índice da inflação, Dilma acusou a gestão tucana de “engavetar” denúncias e provocou Aécio sobre o fato de já ter se recusado a fazer o teste do bafômetro – o que foi assumido pelo ex-governador mineiro. O embate entre os dois postulantes ao Palácio do Planalto também foi marcado pela disputa por Minas Gerais: Dilma é nascida em Minas Gerais, mas teve que sair de sua terra natal após ser perseguida durante o regime militar. Aécio também é nascido na capital mineira, Belo Horizonte, e governou o estado em dois mandatos (2003-2010). Enquanto ele relembrou os 92% de aprovação com o qual saiu do comando de seu estado, onde nestas eleições venceu o candidato do PT, Fernando Pimentel, ela apontou as falhas da gestão do seu concorrente. “A senhora tem ofendido Minas Gerais todos os instantes e em todos os debates”, apontou o senador, que recomendou à petista que “andasse mais” em seu estado e que se candidatasse a governadora, caso ficasse “desempregada” em 2014. Dilma respondeu que tentaria o governo “com muito orgulho” e criticou a associação feita por Aécio com o estado de Minas. “Candidato, não coloque Minas Gerais como sendo o senhor. O senhor não é Minas Gerais, candidato. Eu nasci em Minas. Aliás, antes do senhor. Se é por isso, nasci bem antes do senhor”, pontuou.  por Luana Ribeiro

Obra da ponte Salvador-Itaparica deve começar em agosto de 2015, diz Seplan

Ponte ItaparicaA secretaria estadual de Planejamento (Seplan) determinou a data do início da construção da ponte Salvador-Ilha de Itaparica para agosto de 2015. A informação foi passada nesta quinta-feira (16), em seminário promovido pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). A ponte de 12,2km de extensão sobre a Baía de Todos-os-Santos está orçada em R$ 5,7 bilhões e deve ser construída por meio de um regime Parceria Público-Privada (PPP). A conclusão da obra só está prevista para 2020, liberada ao público mediante pedágio. Para o acesso da ponte, os motoristas poderão entrar pela Gameleira, no município de Vera Cruz (região metropolitana), e no Comércio (Salvador), com encaixe direto na Via Expressa. A abertura do processo licitatório deve acontecer entre seis e oito meses. Questionados pelos arquitetos sobre os principais impactos que o projeto pode causar, Gabrielli respondeu que os estudos ainda serão concluídos até o final deste mês e, durante o período de três meses, serão submetidos a audiências públicas.  As informações são do jornal A Tarde.

GOVERNO DE VALENÇA HOMENAGEIA O DIA DO PROFESSOR

Dia do ProfessorVERNB

Pedido de vista impede votação de parecer sobre Argôlo

ArgoloUm pedido de vista em conjunto impediu a votação na tarde desta terça-feira do parecer do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) pedindo a cassação do mandato de Luiz Argôlo (SD-BA). Argôlo responde a dois processos por quebra de decoro parlamentar devido sua relação com o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato. O parlamentar é acusado de receber dinheiro e favores de Youssef. Os pedidos de vista vieram dos deputados Sérgio Brito (PSD-BA), Wladimir Costa (SD-PA) e Pastor Eurico (PSB-PE). O relatório só voltará a ser discutido na sessão do dia 22 de outubro ou no prazo final para votação, em 29 de outubro. Argôlo não compareceu à sessão do Conselho de Ética, mas foi representado pelo seu pai, Manoelito Argôlo, e o irmão, Manoelito Argôlo Júnior. “É cachorrada”, disse o pai do deputado na saída da reunião. Segundo o relator, durante o processo, ficou claro que houve quebra de decoro por parte de Argôlo, uma vez que ele atuava “ora como cliente de Alberto Youssef, recebendo dinheiro para si próprio e outros beneficiários”. O relatório diz que Argôlo intermediava contatos com empresas, tinha suas operações financiadas pelo doleiro e ainda pedia favores, como ajuda para interferir em licitações. “Houve evidente quebra de decoro”, declarou Marcos Rogério. O presidente do Conselho, deputado Ricardo Izar (PSD-SP), afirmou que o pedido de vista não surpreendeu. Ele alertou que o processo contra Argôlo ainda pode se estender até dezembro se a defesa recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), como fez o deputado André Vargas (sem partido-PR). Izar lembrou que os julgamentos de Argôlo e Vargas precisam passar pelo crivo do plenário para que os parlamentares fiquem inelegíveis por oito anos. Vargas e Argôlo não disputaram a reeleição, mas trabalham para que a cassação não seja votada pelo plenário. “O Conselho fez a parte dele. A presidência (da Câmara) não vai deixar de colocar, no final de seu mandato, esses dois processos para serem julgados. Fica até feio”, comentou.         por Daiene Cardoso | Estadão Conteúdo

Debate entre presidenciáveis é marcado por ataques e comparações entre governos

DebatesO primeiro debate entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), transmitido pela Rede Bandeirantes, nesta terça-feira (14), foi marcado pela troca de provocações dos candidatos. Enquanto a petista insistiu em falar sobre a gestão do adversário à frente do governo de Minas Gerais, o tucano rebateu com ataques à campanha de Dilma, que estaria insistindo em ataca-lo com mentiras ao invés de apresentar propostas para o país. O momento mais explosivo do debate aconteceu no segundo bloco, quando Neves e a atual presidente fizeram perguntas sobre o escândalo da Petrobras e denúncias de improbidade administrativa sobre a construção dos aeroportos de Cláudio e Montezuma, respectivamente. Nas respostas, ambos se esquivaram das perguntas. O peessedebista insistiu para que Dilma parasse de lembrar o governo de Fernando Henrique Cardoso e “tirasse os olhos do retrovisor”, apesar de afirmar que o programa Bolsa Família tem “o DNA do PSDB”, e disse que a presidente não conhece sua administração em Minas Gerais porque não vai ao estado com frequência, ao que Dilma rebateu “Não saí de Minas a passeio. Saí perseguida pela ditadura militar.” A petista também falou especificamente sobre políticas contra violência contra mulheres, e o alegado nepotismo de Aécio em sua administração, que negou que sua irmã trabalhasse para ele – apesar de ela ser “homem-forte” na articulação do tucano. Os dois candidatos aparentaram nervosismo nos momentos mais tensos do debate, com Dilma gaguejando mais do que o normal e Aécio alternando olhares para a presidente e para os assessores que aguardavam atrás das câmeras. por Luiz Fernando Teixeira.

Rui deve começar anúncio de secretariado no início de dezembro, diz coluna

O governador eleito Rui Costa (PT) deve começar a anunciar o secretariado na primeira quinzena de dezembro, segundo informações da coluna Satélite, do jornal Correio. A escolha de quem ficará à frente das pastas no governo do Estado foi adiada por conta do envolvimento de Rui na campanha de Dilma Rousseff à reeleição, na tentativa de angariar votos de baianos. Ainda de acordo com a coluna, entre os nomes já cogitados está o do deputado Josias Gomes (PT), para a Secretaria da Agricultura e o de Davidson Magalhães (PCdoB) para a Bahiagás, o que libera caminho na Câmara para o segundo suplente, Fernando Torres (PSD) e, principalmente, para o terceiro, o ex-secretário de Comunicação do Estado, Robinson Almeida (PT). Ainda segundo a coluna, após as eleições, Rui deve viajar por dez dias com a família, independente do resultado das eleições.

LAVAGEM DO AMPARO EM VALENÇA

CONVITE_AMPARO_2014_b-1

WAGNER DESTACA A VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR EM SUA GESTÃO

CRÉDITO_FOTO AGNALDO NOVAIS_SECOMAs conquistas e investimentos realizados pelo Governo do Estado na educação pública na Bahia ao longo dos últimos sete anos e dez meses são lembrados por Jaques Wagner em seu programa de rádio ‘Conversa com Governador’, nesta semana em que se comemora o Dia do Professor (15). “Comemoro esse dia lembrando tudo o que realizamos ao longo desses quase oitos anos”.

 

O governador destaca a política de valorização dos professores da rede estadual, mais escolas técnicas e universidades federais para a Bahia, a ampliação em duas vezes e meia do orçamento das universidades estaduais e a ajuda às prefeituras no fortalecimento do ensino fundamental.

 

Wagner fala também sobre a entrega de mais 1.200 moradias em Vitória da Conquista, na última sexta-feira (10), e sobre as 1.500 novas moradias em Juazeiro e Salvador, esta semana, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida.

 

“Eu inicio nosso programa desta semana parabenizando a todos os professores, essa figura fundamental e tão importante na vida de todos os baianos, de todos os níveis: da creche, do fundamental, do ensino médio, do ensino universitário. Todos vocês que contribuem tanto para a formação dos nossos jovens, das nossas crianças, da nossa gente e que, seguramente, ocupam um lugar especial no coração de todos nós. Todo mundo se lembra de seus professores, dos mestres que nos conduziram, nos ajudaram a caminhar na vida”.

 

“Eu quero comemorar esse dia lembrando que ao longo desses sete anos e dez meses, fizemos uma política sempre de valorização e incorporação, através de concurso, para os nossos professores, de trazer para a Bahia mais universidades federais, mais escola técnica, de multiplicar por duas vezes e meia o orçamento das nossas universidades estaduais, e ajudar as prefeituras no fortalecimento do ensino fundamental, de primeira a quinta série, que é obrigação direta das prefeituras. Os tablets que nós distribuímos, do ensino a distância que a gente está incrementando… Envio o meu abraço e agradeço a todos vocês, professores, em especial aos da rede estadual de ensino por toda a parceria e toda a contribuição ao longo desse tempo, que eu espero continue a partir de 1º de janeiro de 2015”.

Programa Espaço Aberto entrevista Rui Costa‏

01Em entrevista durante o Programa Espaço Aberto, da Rádio Clube de Valença, o governador eleito Rui Costa (PT), falou pela primeira vez para a população do Baixo Sul, após a sua eleição ocorrida no último dia 05 para o governo da Bahia. No estúdio, Ricardo Lemos e Rodrigo Mário, além da participação da prefeita Jucélia Nascimento, o vice-prefeito e secretário de Agricultura, Joailton de Jesus e os blogueiros Washington Pelegrini e Magno Jouber, puderam testemunhar os agradecimentos do governador ao povo da região Rui respondeu também sobre as ações que serão desenvolvidas após a sua posse, ressaltando que dará prioridade a pasta da Saúde com a construção de cinco novos hospitais no estado. No plano de governo, aprovado e discutido amplamente pelas comunidades, através do Programa Participativo, ainda consta para o Baixo Sul, a construção do anel rodoviário, a requalificação da BA 001, a instalação do campus da UFRB, entre outros. A prefeita Jucélia Nascimento reiterou o seu apoio ao novo governador que retribuiu, reconhecendo o papel da prefeita, juntamente com sua equipe e os aliados, em contribuir para a sua vitória no primeiro turno.

Wagner critica PT por ataques a Marina

O governador Jaques Wagner (PT) criticou os ataques feitos por seu partido a Marina Silva (PSB) durante o primeiro turno das eleições. “Marina é uma mulher do bem, que se move na política por ideias, não por mesquinharia. Acho que o tom não devia ser esse (de ataques). Critico o tom porque não é por aí que você ganha uma eleição. O povo não gosta disso”, disse ele, em entrevista publicada no jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira, 13.

Questionado se Aécio Neves (PSDB) teria os mesmos ideais, o governador da Bahia endureceu o discurso: “A trajetória de Marina é diferente da de Aécio. Ele é herdeiro, não construiu uma caminhada. Tudo o que faz é esse antipetismo. Além disso, mente muito sobre Minas”.

Wagner ressaltou ainda que o tucano foi rejeitado pelos eleitores do seu estado, já que a presidente Dilma Rousseff (PT) foi a mais votada em Minas Gerais. O petista justificou esse cenário falando que o povo não reconheceu Aécio como um homem direito e trabalhador. “Para sentar na cadeira de presidente, tem que trabalhar muito. E ele não tem muito apreço pelo trabalho”, afirmou. (A TARDE)