Monthly Archives: dezembro 2014

Brasil tem 202 milhões de habitantes, diz IBGE

O Brasil tem, atualmente, uma população de mais de 202 milhões de habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado foi divulgado hoje (30) no Diário Oficial da União. Em números absolutos, são 202.768.562 de pessoas, cerca de 12 milhões a mais do que o registrado pelo instituto no censo de 2010, representando um acréscimo de 5,9%. A Região Sudeste é a mais populosa, com 85,1 milhões de habitantes. A região menos populosa é a Centro-Oeste, com 15,2 milhões de pessoas. A Região Norte tem 17,3 milhões de pessoas, enquanto o Nordeste tem 56,1 milhões. Já a Região Sul conta com 29 milhões de habitantes. São Paulo é o estado mais populoso entre os 26 da federação e o Distrito Federal, com 44 milhões de habitantes. Roraima é o menos populoso, com 496,9 mil habitantes. Apesar de ter o menor território entre as unidades da federação, com 5,7 mil km², o Distrito Federal contabiliza 2,8 milhões de habitantes. As estimativas do IBGE são usadas para cálculos de indicadores econômicos como censos e também servem como parâmetro para a distribuição do Fundo de Participação dos Estados. O fundo é um repasse feito pela União de parte do dinheiro arrecadado com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto de Renda.

Marcelo Brandão, Agência Brasilpovo

Entrevista no Bahia Noticias: prefeito de Cairu diz que espera ‘parceria maior’ de secretaria de Turismo

por Alexandre Galvão/ Fernando Duarte

Prefeito de Cairu, Fernando Brito (PMDB) tem de administrar uma das áreas turísticas de mais importantes da Bahia: o Morro de São Paulo. Prefeito de primeiro mandato, Meireles conta, em entrevista ao Bahia Notícias, que espera uma “parceria maior” da secretaria de Turismo. “Tenho quase certeza que a secretaria de Turismo vai contribuir para que a gente melhore”, espera. Com um deputado estadual eleito pelo Baixo Sul – Hildécio Meireles – há esperança, também, para maiores investimentos na região, apesar do prefeito e do deputado estarem afastados por questões políticas. “Contribuí para a eleição dele e este mandato é um marco para a região. Com essa eleição, eu acredito que os olhares para a região sejam outros”, afirmou. Apesar de ser do PMDB, Fernando não concorda com a direção estadual da legenda e apoiou a presidente Dilma Rousseff no segundo turno. “O PMDB, a nível nacional, é aliado. Existe essa divergência aqui na Bahia, mas eu não comungo com isso, com essa posição dupla. Eu não concordo com isso e não vou trilhar com esse pensamento”, finaliza.

Final de ano e as prefeituras passam por uma processo natural de arrocho. Como está a situação de Cairu? 

O nosso maior potencial é o turismo. Temos o Morro de São Paulo, que tem mais de oito mil leitos, mais de 100 mil pessoas vão lá todos os anos. Para o réveillon a expectativa é maior ainda. Temos investido também na saúde. Mudamos dos posto de saúde para as unidades básicas de saúde.  Lá em Morro temos atendimento com médico 24 horas, em Boipeba temos uma unidade nova de saúde. Em Gamboa temos uma unidade moderna, em Cairu uma nova será inaugurada logo, logo. Implantamos o atendimento pediátrico. Temos a “ambulancha”, que dá socorro rápido às pessoas que precisam nos povoados. Em Valença se implantou uma casa de apoio ao paciente de Cairu, para a pessoa que precisa ficar na Santa Casa de Valença é abrigada ali, com almoço, janta. Para Salvador também temos transporte direto para cá, as pessoas dormem na casa de apoio. Temos uma estrutura muito grande.
O que se planeja para Réveillon e Carnaval? 
Réveillon estamos esperando entre oito a dez mil pessoas em Morro. Temos um esquema especial com as equipes de saúde, com as polícia civil e militar – com apoio da prefeitura. Os nosso guias estão constantemente sendo capacitados, temos uma preocupação com a limpeza. O Morro produz sete ou oito toneladas de lixo no réveillon e temos uma equipe pronta para isso. O carnaval… vamos sentar com uma equipe e definir as atrações. A gente investe no Carnagamboa, que é o nosso forte.
O que tem sido feito na Cultura? 
Estamos com um trabalho de resgate. Temos a festa do Reisado de São Benedito e estamos inovando, trazendo as manifestações culturais dos distritos. Muito se perdeu no curso do tempo, mas muita coisa tem sido revivida. Temos uma diversidade enorme. Uma novidade é que estamos trabalhando, desde o ano passado, com os esportes. Estamos levando diversas modalidades para disputar campeonatos em Morro. Já tivemos polo aquático, rugby, futevôlei. Além disso, queremos que tudo isso deixe um legado para o Morro. No passado tínhamos, em Cairu, as regatas. Hoje pensamos nas regatas e tomamos como modelo as regatas Salvador-Maragogipe. A primeira edição foi no ano passado e agora estamos na segunda edição. A gente vai aumentando, a cada ano, o investimento.


Nessa eleição o senhor apoiou Rui Costa, apesar de ser do PMDB. Como é que fica a situação com o partido?

No primeiro turno eu fiquei com Paulo Souto. No segundo turno da eleição de presidente, eu fui convidado por Rui Costa e, após uma conversa, ele me pediu para apoiar a presidente Dilma Rousseff aqui na Bahia para que a votação dela fosse aumentada. Tomei essa posição como forma de me aproximar do governo do Estado e no primeiro turno, ela teve 49% dos votos em Cairu, no segundo turno ela teve 72%.
Como é que fica a sua relação com Geddel, por exemplo, que faz oposição a Dilma?
Olha, o PMDB, a nível nacional, é aliado. Existe essa divergência aqui na Bahia, mas eu não comungo com isso, com essa posição dupla. Eu não concordo com isso e não vou trilhar com esse pensamento.
Na última eleição municipal, o senhor disputou com um candidato do PT. Isso não te incomoda? 
Eu me sinto à vontade. Existe uma pré-disposição dos candidatos a não criarem inimizades. Hoje já sentamos para conversar, estou à vontade. Imagino que, até lá na frente, há uma possibilidade de composição.
Como é que o senhor vislumbra a eleição de Hildécio Meireles, ex-prefeito de Cairu e primeiro representante do Baixo Sul, na Assembleia Legislativa? 
Em virtude das minhas últimas decisões políticas, nós estamos afastados. Mas claro que contribuí para a eleição dele e este mandato é um marco para a região. Com essa eleição, eu acredito que os olhares para a região sejam outros. Mesmo após esse afastamento político pelo qual estamos passando. Conheço o deputado há mais de 20 anos, conheço o potencial dele… espero que exista um entendimento para que não se deixe um briga da PMDB e PT se traduzir em coisas que deixem de acontecer na região. Estou esperançoso.
A região do Baixo Sul, principalmente Morro de São Paulo, é um dos maiores polos turísticos da Bahia. O acesso ao Morro é feito, basicamente, por três vias: 1) via atracadouro; 2) BA-001 e; 3) Catamarã. As três apresentam problemas. Como o município de Cairu está se articulando para solucionar esses problemas? 
Infelizmente esses problemas perduram. A ligação Cairu-Valença está em processo de recuperação, mas é lento. O atracadouro, há dois ou três meses, sofreu com uma chuva que afundou o píer e está até o momento sem ele. A empresa que está administrando colocou umas escadarias que ajuda, mas embarca de forma precária. No final do ano fica complicado, as secretarias do estado não têm mais recursos…, mas, logo em janeiro, eu pretendo marcar uma audiência com o governador e explicar essa situação. O Morro está em terceiro lugar em destino turístico. Os números não são do Morro. São do turismo da Bahia. Vamos pedir um olhar diferenciado.
Como o senhor vê a indicação de Nelson Pelegrino para a pasta de Turismo?
Tomei como surpresa. Mas busco olhar pelo outro lado… ele tem uma relação boa com a nossa região, ele é bem votado lá e o bom é que ele já conhece a região e as nossas necessidades. Tenho quase certeza que a secretaria de Turismo vai contribuir para que a gente melhore.
Com relação à taxa de Preservação Ambiental. É uma questão polêmica, que as pessoas reclama muito. Como está a condição jurídica da taxa? 
A gente ouve algumas reclamações, mas o fato não é real. Poucas pessoas reclamam. A pessoa que vem do Rio ou São Paulo, não vai deixar de ir ao Morro por pagar uma taxa de R$ 15. A discussão da taxa ainda está no Tribunal de Justiça da Bahia, embora tenhamos um aparato muito grande que justifica a cobrança. A lei que prevê a cobrança diz que os recursos serão destinados para a recuperação do meio ambiente, então não podemos usar para recuperar pontes e outros equipamentos. O Ministério Público tem fiscalizado de perto essa questão, temos um fundo para esse dinheiro e essa conta já tem mais de R$ 2 milhões de reais. Mas fazemos investimos grande como desassoreamento de rios, tratamento de lixo…
E para 2016, prefeito, já está pensando em algo?
A gente vai virar o ano, esses são os últimos dois anos de gestão. Eu sou contra a reeleição, mas, se não acontecer nenhum atropelo – com tribunal, questionamentos – a tendência natural é ir para a reeleição.

MENSAGEM FINAL DE ANO DO GOVERNO DE VALENÇA

jucelia_2015

PRAIA DE GUAIBIM VAI TER QUEIMAS DE FOGOS E SHOWS MUSICAIS

A praia de Guaibim, em Valença, será palco de uma grande queima de fogos e apresentações de bandas musicais durante a virada do ano. São esperadas cerca de 20 mil pessoas, que terão várias opções festivas para a chegada do Ano Novo. Principal destino turístico do município, a 17 km do centro da cidade, Guaibim atrai nessa época do ano um grande número de veranistas que encontram uma rede hoteleira de bom nível, imóveis disponíveis para aluguel, além de várias barracas de praia que proporcionam a melhor gastronomia da Bahia. Peixes e mariscos são os pratos mais procurados.

A virada do ano vai contar com mais de 15 minutos de queima de fogos. e,  Antes, a partir das 21 horas, tem a apresentação do samba e pagode  do Grupo Alegria de Versar e já na primeira hora o ano novo se apresenta o sertanejo da dupla  Pedro Henrique e Luziel.

Este é o segundo ano consecutivo que a prefeitura promove a queima de fogos em Guaibim de uma forma a agradar a comunidade local e aos visitantes.

Iniciada em novembro, a Operação Verão conta com ações das secretarias de Infraestrutura, Meio Ambiente e Turismo. Em parceria com as associações locais vem sendo feitos trabalhos para uma  coleta de lixo de forma mais intensificada, poda de árvores, organização do trânsito e de iluminação pública,   até o momento com cerca de 130 intervenções na rede elétrica, principalmente com a substituição de lâmpadas queimadas e a contração de mais salva-vidas para reforçar a segurança no mar. A segurança também foi outro ponto pensado, que terá a participação da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual e apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). Visando disciplinar o comércio de vendedores ambulantes, a Secretaria de Turismo está realizando um cadastramento. Os ambulantes deverão estar identificados com as camisas padronizadas e o alvará de licença.

banner_guaibim web

COMANDO NAVAL ABRIRÁ INQUÉRITO PARA APURAR ACIDENTE

A Associação de Transportes Marítimos do Baixo Sul (ASTRAM) divulgou nota a imprensa informando que o acidente que envolveu uma embarcação no Atracadouro Bom Jardim (Ponta do Curral) não houve vitimas e foram recuperadas a maioria das malas dos 16 passageiros que ocupavam a lancha “Pura Liberdade”.

Segundo o presidente da ASTRAM, Romilson Muniz os passageiros foram resgatados pelo marinheiros da entidade, mais pressupostos do Comando Naval não descartam a possibilidade de um problema mecânico.

E nota à Imprensa o Comando do 2º Distrito Naval informou que ” por volta das 13h do ultimo dia 28, nas proximidades do atracadouro da Ponta do Curral, em Valença-Ba, ocorreu o emborcamento da embarcação “Pura Liberdade”, que navegava com destino à localidade de Morro de São Paulo, com um tripulante e dezesseis passageiros a bordo.
Logo após tomar conhecimento do sinistro, uma equipe de inspeção naval da Capitania dos Portos da Bahia, presente na região desde o início da “Operação Verão”, dirigiu-se ao local, tendo verificado que do acidente não resultaram vítimas ou indícios de poluição hídrica”, disse a porta voz do comando.

De acordo com o 1º Tenente, Geovanna Macedo, será instaurado um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN), cujo prazo de conclusão é de noventa dias, para apuração dos fatos e responsabilidades pelo ocorrido.Romilson Muniz

GOVERNO DE VALENÇA AUXILIA O DERBA NA RECUPERAÇÃO DA ESTRADA EM ITUBERÁ

Com base na experiência das secretarias municipais dos Transportes, Estradas e Rodagens e da Infraestrutura, a diretoria regional do Derba procurou o governo de Valença para uma parceria com relação às providências que aquele órgão estadual vem tomando em Ituberá, para aliviar os danos causados pelas fortes chuvas que caíram na região na semana passada, em que a ponte no trecho do corredor rodoviário da BA 001, localizado na vizinha cidade, foi destruída. O Derba se dirigiu à prefeitura para a confecção da tubulação, — o que está sendo feito na empresa Adilson Serralheiro –, a ser utilizada nos serviços realizados no local. Os tubos, medindo 01 metro de diâmetro, serão utilizados na obra de recuperação do acesso. Para o fato de a prefeitura de Valença ser chamada para ajudar nos trabalhos pesou o know-how da obra que a mesma realizou na Aguazinha, em novembro do ano passado, quando fortes chuvas também despencaram sobre essa cidade inundando o bairro Estância Azul e exigiram a abertura de desvio na via do trânsito e desobstrução de canais para o escoamento das águas. De lá pra cá, conforme observou o secretário municipal dos Transportes, Lau Barreto,  o serviço vem apresentando resultados satisfatórios: aliado à regularidade da limpeza de canais que vem sendo feitas, passou mais de um ano da sua realização e o problema não mais se repetiu.

Poder Legislativo de Cairu inaugura hoje a “Casa de Câmara e Cadeia”

CASA DE CÂMARA E CADEIA DE CAIRUO presidente da Câmara Municipal de Cairu, Luiz Alberto Marques Gomes (Igor), inaugura nesta segunda-feira, 29 de dezembro, o novo prédio da antiga “Casa de Câmara e Cadeia”, na Sede do Município, às 17 horas.

 

Este ato, de grande relevância, resgata mais de 400 anos de história com a edificação de um dos importantes monumentos da região.

 

A nova “Casa de Câmara e Cadeia” passa a abrigar as atividades da Câmara Municipal de Cairu, sendo também um equipamento de cunho cultural, com auditório, espaço para exposições, eventos, salão nobre, além das salas para todas as funções administrativas e políticas do novo parlamento.

 

PRÉDIO SUSTENTÁVEL

O coração do prédio é, por certo, a sala de sessões (galeria e plenário), que pode ser utilizada por mais de 130 pessoas e receber projeções de cinema, apresentações musicais, aulas, cursos e treinamentos. O edifício, denominado “Presidente Mário Passos Meirelles”, tem mais de mil metros quadrados de área construída, com cinco níveis de pavimentos (subpalco, subsolo, térreo, primeiro pavimento e sótão). Há total acessibilidade, como manda a legislação, incluindo previsão para elevador e sanitários especiais, boa ventilação, iluminação ideal e ambiência condizente. O prédio possui sala de comissões, gabinetes para cada vereador, depósitos, arquivo inativo, copa, despensa, cozinha, recinto para a imprensa e reuniões nas rotinas diárias de funcionamento.

 

Serão também incorporados controles operacionais de áudio, vídeo e instalações prediais inteligentes (racionalização de consumos de água, energia, internet e condicionamento de ar), ampla e confortável recepção, rampas, palco, assentos no auditório, o plenário que leva o nome do saudoso “Gilson Mucugê” e a galeria que presta justa homenagem ao Presidente e Prefeito Manoel Altivo da Luz.

 

Com projetos aprovados pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), em maio de 2012, depois de muitas tratativas temáticas e conceituais, a obra exigiu a união de esforços de universidades, empresas, organizações sociais e do governo. Ela é muito especial e teve estudos realizados em muitas disciplinas (arquitetura, acústica, estruturas em concreto e aço, iluminação, sonorização, geologia, geotecnia, arqueologia, segurança, pesquisa histórica e várias instalações prediais, incluindo condicionamento de ar, a prevenção e o combate a incêndios).Tudo no sentido de equilibrar o antigo e o moderno sem incorrer no pecado que seria o que se chama de “falso histórico” (o simples “decalque” do edifício antigo). Algo que seria considerado lamentável pelos peritos do planejamento e pelas autoridades, que gerem a cultura e defendem o patrimônio histórico no nível federal e em foros multilaterais como a UNESCO.

 

A nova “Casa de Câmara e Cadeia” de Cairu está vocacionada a ser exemplo de sustentabilidade para o mundo, como preconizou o próprio BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento, ainda no ano de 2006, e o famoso urbanista Jaime Lerner (ex-prefeito de Curitiba) em 2013.

Os dividendos desse processo de criação do novo Parlamento de Cairu são inúmeros. Gerou dezenas de empregos, por 4 anos, para a mão de obra local e serviu de estímulo para a formação e profissionalização de muitos jovens cairuenses no “Centro de Formação Construir Melhor”. Permitiu, no aspecto econômico, a adesão, por força de lei, ao “PDCIS – Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade” (Lei n.431/2013) reconhecendo o conceito de agroecoturismo, como alavanca estruturante. Permitiu, também, a articulação de forças que viabilizarão, no curto prazo, a composição de um vigoroso PDDU – Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano -, repercutindo na valorização das terras do arquipélago, o fortalecimento da recém-criada ACEC – Associação Comercial e Empresarial de Cairu e várias parcerias público-privadas que surgirão em breve.

 

Foram também mobilizados para o planejamento e execução da obra, dezenas de arquitetos, engenheiros e outros profissionais contratados pela Câmara Municipal de Cairu ou pela FEP – Fundação Escola Politécnica da Bahia da UFBA.

 

Um outro salto de desenvolvimento institucional que esse investimento público vai promover, como resultado concreto no aspecto da pesquisa histórica, serão os milhares de documentos digitalizados, vindos de Portugal, que a Biblioteca Municipal irá receber. Eles podem, apenas por si, sustentar décadas de trabalhos de levantamentos e prospecções sobre diversos aspectos da saga da colonização e da sociedade mestiça que os portugueses, índios e africanos forjaram nos trópicos.

TARIFA DE ÔNIBUS EM SALVADOR CUSTARÁ R$ 3

A passagem de ônibus custará R$ 3, em Salvador, a partir do dia 1º de janeiro. O reajuste já estava previsto, mas a Secretaria de Urbanismo e Transporte (Semut) não tinha informado ainda a nova tarifa.

O aumento de 7% passa a valer junto com a mudança no sistema de transporte público da capital, que agora será operado por três consórcios que atuarão em áreas distintas da cidade.

Com a licitação do transporte público, no Subúrbio, atuarão ônibus do consórcio Plataforma, controlando 129 linhas. No Centro, atuará a Ótima, com 145 linhas, e, na Orla, a Salvador Norte, com outras 158 linhas.

Toda a frota poderá ser identificada por novas cores – amarelo para o consórcio Plataforma, verde para o Ótima e azul para o Salvador Norte. Com informações do Correio.

Wagner é confirmado no Ministério da Defesa; Veja outros 12 nomes anunciados

O futuro ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, foi anunciado oficialmente na noite desta terça-feira (23) como Ministro da Defesa do novo governo de Dilma Rousseff. Os 13 nomes do primeiro escalão foram divulgados por meio de nota oficial pelo Palácio do Planalto. A expectativa em Brasília é que Dilma conclua a reforma ministerial de seu segundo governo na próxima segunda (29), dia em que ela retornará de um descanso com a família no litoral baiano. Confirma abaixo a lista dos novos ministros:
Ministério da Defesa: Jaques Wagner;
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Kátia Abreu;
Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial: Nilma Lino Gomes;
Controladoria Geral da União: Valdir Simão;
Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação: Aldo Rebelo;
Ministério da Educação: Cid Gomes;
Secretaria de Portos: Edinho Araújo;
Ministério de Minas e Energia: Eduardo Braga;
Secretaria de Aviação Civil: Edinho Araújo;
Ministério do Esporte: George Hilton;
Ministério das Cidades: Gilberto Kassab;
Secretaria de Aquicultura e Pesca: Helder Barbalho;
Ministério do Turismo: Vinicius Lajes.Wagner

Empresariado comemora sucesso do Iº Festival Gastronômico Sabores de Itacaré

Quem circulou pela charmosa cidade de Itacaré, entre os dias 11 a 21 de dezembro, percebeu a grande movimentação nas principais ruas por causa do Iº Festival “Sabores de Itacaré”. Jornalistas, convidados e renomados chefs estiverem na cidade para prestigiar o evento.
Na sua primeira edição, o Iº Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré” foi concluído com sucesso. Empresários dos estabelecimentos participantes ficaram satisfeitos com o resultado do evento. Mais de 2.700 pratos foram vendidos durante os dez dias do Festival. Devido boa repercussão, quase todos os pratos participantes continuarão no cardápio dos estabelecimentos.
De acordo com o Secretário de Turismo de Itacaré, o evento contribuiu para o aquecimento da economia local, destacando a agricultura familiar e a pesca, além de atrair os turistas para o destino. O Festival “Sabores de Itacaré” gerou uma renda de mais de 100 mil reais para os 37 estabelecimentos, além de movimentar também o setor hoteleiro da região.
A empresária do setor hoteleiro, Cida Aguilar afirmou que no período do evento 80% dos hóspedes vinheram prestigiar a programação do Festival. “Este tipo de evento enobrece o destino turístico de Itacaré, isso é positivo não só para o setor hoteleiro como também para toda cadeia do turismo”, garantiu a empresária.
A presença de renomados chefs da gastronomia nacional chamou atenção dos turistas, moradores, jornalistas e convidados que circularam por Itacaré. Cerca de 300 pessoas, dentre eles jornalistas e estudantes de Gastronomia da UFBA, participaram das aulas-show e das visitas técnicas a Fazenda Santa Ana que ocorreram nos primeiros dias do evento.
Diferente dos outros Festivais, o “Sabores de Itacaré” não teve caráter competitivo. A chef Rosa Gonçalves – curadora do evento ressaltou que o principal legado do Festival Gastronômico foi à valorização da gastronomia de raiz. “Neste Festival não existirá um prato premiado. A proposta do evento não é concorrer, mas somar esforços para promoção da gastronomia local” assegurou Rosa.
Além dos convidados, a ampla programação do evento gastronômico atraiu um grupo de jornalistas dos principais veículos da Bahia, gerando mídias espontâneas em toda imprensa baiana.
De acordo com o Secretário de Turismo de Itacaré, Júlio Oliveira, o Iº Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré” superou as expectativas de público e tornou Itacaré o mais destino gastronômico da Bahia. O secretário garantiu a segunda edição do Festival em 2015.
O empresário do Restaurante Espaço Brasil, Fábio Valgas, exalta o sucesso das vendas de mais de 100 pratos do Peixe Pinaúna, prato escrito no Festival numa época de baixo movimento. “O Festival “Sabores de Itacaré” foi muito importante para Itacaré. O destino era muito conhecido pelo surf e esportes de aventura, precisava dar um destaque para a gastronomia, pois é um complemento importante para um destino turístico”, destacou Fábio.
Segundo o prefeito de Itacaré, Jarbas Barros, o Festival Gastronômico tornou Itacaré um destino turístico completo com atrativos naturais, culturais, e também gastronômicos. “Foi uma ótima oportunidade para os visitantes, usufruir da culinária local de Itacaré, que é extremamente saborosa”, afirmou o prefeito.
O I Festival Sabores de Itacaré foi realizado pela Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo, em parceria com a Escola de Culinária Rosa Gonçalves, e contou com o apoio da Abrasel e Senac e o patrocínio da Secretaria de Turismo da Bahia/ Bahiatursa e do Sebrae. Gastronomia