Monthly Archives: fevereiro 2016

SEGURANÇA PÚBLICA É DEBATIDA PELA FEMAMVA

A Federação das associações de bairros de Valença (FEMAMVA) promoveu uma reunião com os seus presidentes para debater a questão da segurança pública em Valença. A sede do Ypiranga Esporte Clube foi o local para o encontro que contou com as participações do presidente da FEMAMVA, Romilson Muniz; do coordenador regional da Policia Civil, José Raimundo (Dr. Zezinho); do presidente do conselho regional de defesa dos direitos humanos, José Reis.

Segundo Romilson Muniz, a FEMAMVA decidiu discutir esse tema para junto as associações desenvolver políticas públicas para diminuir a violência em nossa cidade, principalmente nos bairros menos assistidos. “Juntos seremos mais fortes, e o papel da entidade é ajudar os órgãos e unir forças para melhorar a qualidade de vida de nossa população”, pontuou Muniz.

O coordenador regional da 5ªCOORPIN, Dr. Zezinho explanou as ações desenvolvidas pela policia civil e disse que o órgão vem avançando muito e resolvendo diversas situações nos mais diversos bairros da cidade. “A parceria que temos com a Policia Militar ajuda muito nas ações planejadas pela policia civil para inibir o tráfico de drogas e os crimes em nossa cidade. Desde que assumi no inicio de janeiro já desenvolvemos inumaras ações e conseguimos retirar de circulação indivíduos perigosos para a nossa sociedade, disse o coordenador regional”.

A FEMAMVA debateu outros temas como a falta de respeito a lei dos bancos, que não pode ultrapassar os 20 minutos o atendimento aos seus clientes e o aumento do salário dos vereadores de Valença. De acordo com Romilson Muniz outra reunião está agendada com o comando da Policia Militar e a Guarda Municipal junto aos presidentes das associações de bairros de Valença.ze

VEREADOR EXPLICA SOBRE BOATO DE AUMENTO DOS SALÁRIOS DOS EDIS

Achei interessante a resposta do vereador Jaioro Baptista a um internauta, na página do Facebook, onde a pessoa questiona sobre o aumento de salário dos vereadores de R$ 8 mil paras R$ 12 mil, Jairo deu a resposta dentro do que é certo e real, vereador não tem alguns direitos trabalhistas e o aumento de seus salários são feitos a cada quatro anos, respeitando a lei. Abaixo a íntegra do que o vereador escreveu.

Olá Josi Olliver, Como prevê a Lei Orgânica do Município, foi colocado em votação a alteração dos subsídios de vereadores(as), prefeito(a), vice-prefeito(a), secretários e diretores. O valor estipulado para os vereadores a partir de 2017 a 2020, (40% do deputado estadual) será no valor de R$-10.125,00; prefeito R$-20.000,00; vice prefeito R$-10.000,00; e secretários R$-8.000,00 (valores brutos). Informo ainda que os valores não possuem reajustes mensais e anuais durante os 04 anos de mandato. O legislativo valenciano não paga aos edis décimo terceiro ou qualquer outra gratificação. A instrução normativa determina que seja transferido para a Poder Legislativo 7% da receita corrente líquida, que é variável, que acompanha a arrecadação do Município. Em época de crise, como a atual, esses valores podem ser diminuidos (muito dificilmente) para que seja cumprida a Lei de Responsabilidade Fiscal. Espero ter contribuido para o esclarecimento do assunto em pauta, ficando a disposição para dirimir quaisquer outras dúvidas que se façam necessárias, particularmente quando perguntadas de maneira educada, como foi o caso de Vossa Senhoria. Aproveito ainda para informar que estou deixando o Legislativo Valenciano, por achar que tres mandatos consecutivos é mais que necessário para contribuir com a sociedade local. Tenho certeza que vou cumprir, até o final, com os objetivos que me foram atribuidos pela lei: legislar, fazer leis, aprovar ou não as leis e fiscalizar os recursos públicos, tudo isso dentro da seriedade e respeito as pessoas de nossa cidade. (Blog do Pelegrini)jairo-e1455791748348

Reservatórios de quatro assentamentos em Tucano são povoados com 35 mil peixes

As chuvas que caíram recentemente no Semiárido baiano encheram aguadas, barragens e tanques de quatro assentamentos no município de Tucano. Na quarta-feira (17), esses reservatórios estarão povoados com 35 mil peixes da espécie tambaqui.

A iniciativa beneficia diretamente 90 famílias, das áreas de reforma agrária Santa Virgínia, Amazonas, São José do Marimbá e Atracajú. Durante a Semana Santa, em março, os trabalhadores rurais já poderão fazer a primeira despesca.

A ação faz parte das atividades da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) prestada pelo Incra na Bahia em parceria com a Fundação Juazeirense para o Desenvolvimento Científico, Tecnológico, Econômico, Sociocultural, Turístico e Ambiental (Fundesf).

Os peixes cedidos pela Bahia Pesca, empresa do governo do estado, estarão totalmente crescidos para a pesca em até três meses, informa o coordenador de Ater do Incra, George Lobo, que é engenheiro agrônomo e esteve em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, para apanhar os peixes, na terça-feira (16).

“A criação de peixes, como o tambaqui, possui boa conversão alimentar para as famílias, eles crescem rápido, consumindo tanto ração como alimentos naturais”, acrescenta Lobo.

O coordenador explica que, na terça-feira, com o auxílio de biólogos, engenheiros florestais e agrônomos, que fazem parte da equipe de Ater, foi concluído o povoamento com tambaquis nos assentamentos aptos.

“O peixamento foi colocado em prática após a espera do término da estação chuvosa”, conta Lobo. Antes da ação, a equipe de técnicos analisou a viabilidade do projeto, verificando o potencial de povoamento, a boa qualidade da água acumulada e a profundidade.INCRA

Projeto Seiva 2016 promove programação cultural em Cairu, Ituberá e Valença

Transformar a Praça da República de Valença em um centro das artes e culturas regionais, abrigando diversas ações artístico-culturais da região. Este é o objetivo do projeto Seiva 2016 – Semana Intercultural de Valença – que conta com eventos mensais na Praça, além de oficinas, ações de valorização da cultura popular e exposição de arte indígena. As atividades acontecem também em Cairu e Ituberá, promovendo a integração da comunidade artística e cultural do Território de Identidade Baixo Sul. O projeto tem apoio do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento à cultura gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz).

A programação, que se estende até junho, conta com a participação de grupos culturais, artistas, interventores, mestres, jovens e trabalhadores da cultura de modo geral, na busca pelo diálogo entre os campos das artes e das manifestações tradicionais locais.

Além de oferecer oficinas de artes visuais e capoeira angola nos três municípios, a Seiva 2016 também promove espetáculos de teatro, exposições de artes visuais e shows musicais mensalmente na Praça da República, em Valença. O projeto culminará em um grande encontro cultural que será realizado em Valença entre os dias 07 e 12 de junho de 2016, na mesma praça. Acompanhe a programação na fanpage: facebook.com/seiva2016/

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

seiva

Prefeita Jucélia leva mensagem do Executivo à Câmara‏

A prefeita de Valença Jucélia Nascimento participou nesta terça-feira (16), da retomada dos trabalhos legislativos do ano de 2016 da Câmara de Vereadores de Valença. Na oportunidade, a prefeita cumpriu o protocolo de levar a mensagem do Executivo aos vereadores e público presente.

Durante o seu pronunciamento, Jucélia destacou várias ações realizadas durante o ano de 2015, como a construção de 980 casas do Programa Minha Casa Minha vida; a construção da unidade tripla de Saúde no bairro do Novo Horizonte; pavimentação asfáltica em várias ruas da cidade; inauguração da Policlínica Municipal de Saúde; o resgate, em grande estilo, das festas populares, a exemplo do São João; e a recuperação de estradas e construção de pontes de concreto armado na zona rural. Jucélia também destacou a credibilidade do Governo de Valença junto aos governos federal e estadual. Finalizando, a prefeita disse que “o trabalho por uma Valença melhor vai continuar em 2016 com a mesma seriedade e determinação que tem caracterizado o nosso governo. Obras e ações que estão em andamento e sendo projetadas seguem pavimentando o atual caminho de desenvolvimento da nossa Valença”.

A sessão também foi marcada pela entrega dos Título de Cidadão e de Cidadã Valenciana ao ex-secretário de Indústria e Comércio de Valença, Wamilson Palma, e à diretora do Departamento de Programas Sociais da Secretaria Municipal do Planejamento, Leyva Naiara. Também, na oportunidade, foram homenageados o provedor da Santa Casa, Guido Magalhães e advogado Gustavo Mazei.01

Sonho da Casa Própria em Valença: Moradores do Nova Valença começam a ocupar suas casas‏

O sonho da casa própria para as 380 famílias do Residencial Nova Valença, do Programa Minha Casa Minha Vida no bairro do Novo Horizonte começou a se materializar nesta terça-feira (16), com o início de entrega das chaves aos novos moradores do condomínio. Famílias inteiras chegavam a todo o momento trazendo seus móveis eletrodomésticos etc., para ocupar as novas moradias. Acompanhados há mais de um ano pelo serviço de Assistência Social da Secretaria Municipal do Planejamento, os contemplados estão sendo recepcionados pelos funcionários que tem a responsabilidade de examinar a documentação e entregar as chaves aos donos dos imóveis. “Hoje graças a Deus consegui realizar o sonho da minha casa própria. Estou muito feliz. Quero agradecer a prefeita Jucélia por ter lutado para que Valença ganhasse essas casas”, Disse Zelita Ramos da Silva uma das contempladas pelo Projeto e que, assim como a maioria dos novos moradores do Residencial Nova Valença, morava de aluguel pagando cerca de R$ 300 por mês.

De acordo com o secretário do Planejamento Alexandre Aquino, as pessoas estão sendo orientadas para que ocupem o mais breve possível as casas, visando assim, evitar possíveis transtornos.

No último dia 12, a prefeita Jucélia Nascimento, o governador da Bahia Rui Costa e representantes da Caixa Econômica Federal (CEF), fizeram a entrega simbólica do Residencial às famílias que a partir de agora, têm uma casa própria. Os imóveis são financiados pela CEF, com prestações que variam entre R$ 25 e R$ 80 reais com prazo de pagamento em 10 anos. De acordo com cálculos do agente financiador, o valor de cada casa é de cerca de R$ 60 mil cada. Os proprietários vão pagar entre R$ 3 mil e R$ 9,6 mil e o restante será subsidiado pelo Governo Federal, através do Programa Minha Casa Minha Vida.10712449_196136994076860_546000033438965336_o

ANUNCIOS INSTITUCIONAIS DA PREFEITURA DE VALENÇA

4822

12193312_521397444693364_8895764501658438134_n12193473_521586638007778_4298005683993973719_nacademia_da_orla bloganuncio_lixo webCarnaval Guaibim-1dengue2 blogsdengue2 blogs

transito