Monthly Archives: março 2016

Victor e Leo, Gigantes do Brasil e Mastruz Com Leite confirmados pela Prefeita Jucélia para o São João de Valença‏

A prefeita de Valença Jucélia Nascimento confirma três grandes atrações para o São João de Valença 2016. Os Sertanejos Victor e Leo, a Banda Gigantes do Brasil com os cantores Daniel Diau Silvania Aquino e Paulinha Abelha (Ex-Calcinha Preta) e o forrozão da Banda Mastruz Com Leite se apresentarão nos dias 23, 24 e 25 de junho, na Praça da República. O anúncio oficial será realizado no próximo dia 07 de abril, durante o lançamento do evento no Portal Rio Una Hotel.

O Festival do Camarão será outra novidade para esse ano que será anunciada pela prefeita Jucélia Nascimento. O evento acontece durante o São João com a finalidade de potencializar a gastronomia de Valença e promover um dos mais apreciados pratos da Costa do Dendê.

O planejamento para a realização do São João de Valença está sendo feito com muito profissionalismo pela Secretaria do Turismo com a finalidade de manter o padrão de organização da festa do ano passado. “Diante da grave crise que o país atravessa, Valença ousa realizar uma festa que atrai milhares de pessoas e movimenta a economia local. O São João é considerado a maior festa do interior da Bahia e durante décadas deixou de receber a atenção devida em Valença, voltando com força total em 2015 e será mantida em 2016.”, declarou a prefeita Jucélia.

A realização do São João de Valença está sendo possível graças ao planejamento da Prefeitura que ofereceu aos patrocinadores um “produto” de primeira grandeza, com grandes atrações que conta em 2016 com as parcerias da Cerveja Itaipava, ACE/CDL de Valença e da Secretaria Estadual de Turismo Bahiatursa e Governo do Estado.
FOTO - GIGANTES DO BRASILFOTO - GIGANTES DO BRASIL
Com uma rede hoteleira em Valença e na Praia de Guaibim capaz de receber e atender a um grande número de turistas com acomodações para todos os gostos e bolsos, Valença vai repetir pelo segundo ano consecutivo a maior festa do Baixo Sul e uma das maiores da Bahia, passando definitivamente a figurar no roteiro turístico e calendário cultural do Estado.

Com uma riqueza extraordinária, as manifestações culturais e atrações locais, a exemplo de 2015, também terão espaço na festa. A programação e as atrações serão anunciadas em breve pela Secretaria Municipal da Cultura.

Por mais que se fale em crise, o São João de Valença representa, antes de tudo, um resgate histórico de uma festa que em 2015 proporcionou um aumento nas vendas do comércio local de 12% durante o mês de junho e 24% na semana que foi realizada a festa, isto em comparação a 2014, quando o país ainda não estava em crise. Além disso, centenas de pequenos comerciantes terão a oportunidade de vender seus produtos proporcionando emprego e renda a muitos pais e mães de família. Ganha o comércio, os vendedores ambulantes, taxistas, as pousadas e hotéis e outros segmentos.

A realização do São João de Valença vai permitir que os munícipes se divirtam aqui mesmo, além de atrair gente de toda a região, da Bahia e do Brasil. Durante três dias, Valença será vitrine e mais uma vez, referência na organização de uma festa que atrai milhares de pessoas.

SOLLA: ‘PLANO TEMER É UMA ABERRAÇÃO NEOLIBERAL’

(Brasil 247)
Deputado Jorge Solla, do PT, também comemora o rompimento do PMDB com o governo da presidente Dilma Rousseff; “Deu um presente para a população brasileira, é a melhor notícia que poderíamos ter. Tirando as exceções que confirmam a regra, o PMDB nunca teve com o governo uma postura de aliados, de companheiros, de confiança e de diálogo”, diz Solla; ele diz ainda que o programa ‘Ponte para o Futuro’, o chamado ‘Plano Temer’, “é uma aberração neoliberal”; “O povo jamais elegeria um projeto que Michel Temer está apresentando para sua sanha golpista”Solla

PMDB, a fé no balaio de gatos; Pinheiro, as razões da saída

Por Levi Vasconcelos Romero-Jucá-Foto-Agencia-Estado- Bahia.ba
O balaio peemedebista

Quem viu na tevê o senador Romero Jucá (RR) bradar a independência do governo em um clima festivo, haverá de pensar que o PMDB deu um exemplo magistral de coesão contra Dilma.

Não é bem assim por vários motivos. Dois deles, um circunstancial, outro histórico.

O circunstancial: a decisão por aclamação, e não votação, foi adotada para explicitar o desejo da maioria justamente para evitar o esperneio no mesmo palco dos dissidentes.

O histórico: o PMDB nunca foi unido, nem na época da ditadura, quando chamava-se MDB e só havia dois partidos: ele na oposição e a Arena pró-governo.

Naquela época dividia-se entre autênticos e adesistas.

É nessa vocação para balaio de gatos do PMDB que o governo confia. Acha que, nem que o comando do partido queira, conseguirá que uma banda continue apoiando-o.

Para começar, três dos sete ministros do partido se recusam a sair. O PMDB ensaia punir os infiéis. Só se for agora. Seria algo inédito.

Foto André Corrêa/Liderança do PT no Senado
Foto André Corrêa/Liderança do PT no Senado

Pinheiro e as razões da debandada

A desfiliação do senador Walter Pinheiro do PT coincidiu com o mesmo dia em que o PMDB deixou o governo.

Quem acha que a ação foi coordenada e que significa uma debandada orquestrada, está avaliando mal.

Pinheiro deixa claro que o problema é mais com o governo, o governo do partido dele, do que com o próprio PT. E por que? Porquê, embora Dilma tenha sofrido sua maior goleada em São Paulo, são os petistas paulistas quem dão as cartas.

E aí ele passou a comprar brigas homéricas, como a aprovação da lei que distribui o ICMS das compras via internet para os dois estados, o de origem e o de destino. Antes, era só o de origem e aí São Paulo era o grande beneficiário.

Veja alguns pontos de vista de Pinheiro diante da saída:

Sem oposição – “São mais com o governo do que o PT. Eu nunca disse que vou para a oposição a ninguém, estou na minha. Talvez agora eu esteja mais isento para ser compreendido. O governo não nos ouve. E tem maltratado muito a Bahia. Isso é desgastante”.

Novo partido – “É uma decisão para ser pensada com muita calma. Tem que ser algo, em termos de proposta, que eu possa ajudar a construir. Mas nunca cogitei ser candidato a prefeito, como alguns falaram, e muito menos quero ser dono de partido algum. Perguntam: e 2018.? Em 2018 a gente resolve”.

Situação pessoal – “É duro. Eu até hoje só tive um partido, que foi o próprio PT. Nunca me separei de minha mulher, não tenho experiência de separação. É um jogo duro. Não foi uma decisão fácil”.

Velhos amigos – “Tenho muitos amigos no PT e continuarei amigo deles, apoiando-os sempre, como o vereador Gilmar Santiago, o deputado Zé Neto e Orlandinho Peixoto (ex-prefeito de Cruz das Almas). O apreço continua”.

Rui Costa – “Conversei com ele. Expliquei minhas razões e disse que ele sempre contará comigo para ajudar nos pleitos da Bahia. Rui é um bom governador. É uma pena que o governo (de Dilma) não ajude. Agora mesmo está travando os pedidos de empréstimos para a Bahia. E para São Paulo dá tudo”.

Foto Max Haack/Agecom
Foto Max Haack/Agecom

Guerra anunciada

ACM Neto já previa que teria problemas com os sindicatos dos servidores municipais por conta das dificuldades que teria em dar reajuste este ano. E explicava as razões: “Eles são politicamente contra mim”. Na inauguração da Estação da Lapa ontem, disse em público o que falava reservadamente:
— As viúvas do PT não cobram do governo federal o reajuste zero que ele já anunciou, não cobram do Estado. Estão aqui para fazer baderna política.

Só não sabia que a primeira batalha aconteceria no dia do aniversário de Salvador.

Joseph no SD

Rifado em 2012 pelo PT como candidato a prefeito de Juazeiro, o ex-deputado Joseph Bandeira mudou para o PSD, depois para o PDT e agora mudou de novo: está no Solidariedade, articulação feita pelo ex-deputado Raimundo Sobreira.

Joseph diz a amigos que foge de partido governista como o diabo da cruz.

O fiscal sem fiscal

Sempre se disse que o TCM fiscaliza as prefeituras mas não tinha quem o fiscalizasse. Era um fiscal sem fiscal. Agora tem. Ontem, o TCE julgou (e aprovou), pela primeira vez, as contas do TCM.

Nem por isso deixa de haver o compadrismo, já que TCE e TCM são vizinhos de meia parede e os vícios que permeiam em um, vicejam em outro. Mas já é alguma coisa.

O TCE continua sendo fiscalizado pela Assembleia.

Epigrama da roupa suja

Uma vez o PMDB fora do governo, segundo o poeta Antonio Lins, a ordem é abrir as torneiras, tentar dividir os peemedebistas e distribuir favores aos demais partidos para tentar evitar o impeachment. E ele tascou o epigrama:

Mais uma lavanderia
Sem água na dita cuja,
Dilma diz o que faria
Com toda essa roupa

Sem vergonha

Presidente da Companhia Bahiana de Pesquisas Minerais (CBPM) e brizolista histórico, Alexandre Brust diz que, enquanto a Câmara tenta cassar Dilma sem responsabilidade comprovada, esquece o presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), comprovadamente 171.

Aliás, no Congresso já se discute abertamente uma estratégia para livrar Cunha da cadeia. Ele renunciaria à presidência, mas teria o mandato e a imunidade (leia-se impunidade) assegurados. Com Cunha pode, com Lula não. Perderam a vergonha escancaradamente.

TRE-BA começa a caçar políticos “fichas-sujas”

por TRE-BARodrigo Daniel Silva
Corregedoria quer fechar o cerco contra os políticos acusados de práticas de corrupção
A corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) quer fechar o cerco contra os políticos “fichas-sujas”. Anteontem (29), o corregedor em exercício, juiz Marcelo Junqueira Ayres Filho, visitou o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para solicitar informações ao órgão sobre prefeitos e vereadores a fim de impedir que políticos corruptos disputem as eleições municipais deste ano.
Na semana passada, o corregedor já tinha pedido dados ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-BA) e na última segunda (28) requereu ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Deverão também receber a mesma visita a Assembleia Legislativa baiana e a Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (TCU) no estado.
Proposta por iniciativa popular, a “Lei da Ficha”, que proíbe a candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisão colegiada em processos ainda não concluídos, começou a vigorar no dia 7 de junho de 2010. Quase dois anos depois de entrar em vigor, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), por sete votos a quatro, declararam a lei constitucional. Com a decisão do STF, ficaram proibidos de se eleger por oito anos os políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas, cassados pela Justiça Eleitoral ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação.
Na primeira eleição geral sob vigência da Lei da Ficha Limpa, em 2014, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) barraram 240 fichas-sujas. Na época, as procuradorias regionais eleitorais em todo o Brasil tinham pedido a impugnação de 501 políticos com base na Lei da Ficha Limpa.
Destes, 50 renunciaram à candidatura, após serem impugnados pelo Ministério Público Eleitoral. No entendimento do professor e analista Judiciário do TRE-BA, Jaime Barreiros, a lei foi importante para tirar corruptos da disputa eleitoral. “Muitos ficaram desencorajados de participar, então, houve uma redução significativa de candidatos fichas sujas nas eleições”, destacou, em entrevista à Tribuna.
O especialista ressaltou, porém, que o eleitor precisa ficar atento porque nem sempre a legislação consegue vetar a participação de corruptos. “Há uma falha na lei. Nem sempre o candidato ‘ficha suja’ fica proibido de disputar, porque para ser enquadrado é preciso que tenha sido condenado pela segunda instância. Então, ele concorre normalmente. O eleitor tem que ficar atento e procurar conhecer o histórico de cada candidato”, pontuou.

‘Maré’ que causou intoxicações diminui em Porto Seguro e Cabrália

A mancha vermelha das praias de Porto Seguro e Santa Cruz Cabráia, na Costa do Descobrimento, diminuiu, segundo relato de A Tarde desta quarta-feira (30). O fenômeno, conhecido como “maré vermelha”, levou mais de 300 pessoas para unidades de saúde das duas cidades no último final de semana. Os pacientes reclamaram de sintomas, como diarreia, vômito, dor abdominal e irritação da pele e dos olhos. Na terça-feira (29), moradores e visitantes foram alertados para evitar contato com a água do mar e fazer caminhadas, pelo menos, até esta quinta. Donos de barracas, restaurantes, hotéis e pousadas esperam que o movimento volte ao normal a partir desta sexta ( 1º). A “maré vermelha” é provocada pela proliferação de algas marinhas tóxicas e ocorre, geralmente, entre fevereiro e abril, com variações de um ano para outro em relação ao tamanho de área atingida e duração do fenômeno. Ainda segundo a reportagem, os pacientes são, na maioria, funcionários de hotéis que ficam na orla e de barracas de praia. (Itacaré Urgente)IMAGEM_NOTICIA_5

Otto Alencar não pretende ‘orientar’ bancada na Câmara sobre impeachment de Dilma

por Alexandre Galvão
O presidente do PSD baiano e senador pelo estado, Otto Alencar, não pretende conversar com a bancada de deputados da sigla sobre o impeachment. Aliado de primeira hora do ex-governador Jaques Wagner, da presidente Dilma Rousseff e do governador Rui Costa, Otto não pretende “convencer” ninguém a ser contra ou a favor de Dilma. “O voto é no painel. Eu não antecipo minhas posições e nem desejo que antecipem. Na hora do voto, eles [deputados] decidem. Não vi nenhum deputado da Bahia ser contra ou a favor do impeachment, cada um vai decidir na hora”, afirmou. Ainda de acordo com Otto, a informação de que a bancada está “liberada” para votar como quiser no processo de impedimento contra a presidente não é confirmada. “Eu conversei com o presidente do PSD [Pedro Passos Coelho] e ele disse que isso nunca saiu da boca dele. Hoje ele até estava lá na solenidade com a presidente Dilma”, apontou. O senador, no entanto, admitiu que posições contrárias convivem na legenda. “É claro que dentro do PSD tem quem é contra e quem a favor do impeachment”, resumiu. Com o imbróglio, Otto reclama do “ambiente de insegurança” no país. “O Brasil não pode sangrar. Eu fui contra o recesso parlamentar e do judiciário, pois, nessa sangria, quem sofre é o povo brasileiro com o desemprego, a inflação. Desde que assumi o mandato, a conversa é a mesma: afastamento de Dilma e [Eduardo] Cunha. O país precisa de outra agenda”, reivindicou.Otto

Marcos Medrado entra no PR e reforça fidelidade a Rui Costa

O superintendente do Procon e radialista Marcos Medrado e o seu filho, o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, filiaram-se, nesta terça-feira (29), ao PR.

De acordo com o presidente da legenda, deputado federal José Carlos Araújo, “os dois são de fundamental importância para o crescimento do PR”. “Marcos é meu companheiro de muitos anos, tem ampla experiência na vida pública. Diogo é uma das cinco melhores revelações do governo Rui Costa, um jovem que está despontando com muita competência na vida política”, comemorou o presidente estadual do PR. Marcos Medrado destacou a escolha do partido. “Tinha três partidos que eu poderia me filiar, mas eu escolhi o PR. Por esse espírito de união. Somos soldados do partido agora. Viemos para somar e ajudar o governador Rui Costa. Essa parceria nos fortalecerá muito”.

Diogo Medrado também festejou a filiação. “Estou muito feliz, o que pesou muito para a gente vir para o PR foi esse clima de amizade. Vamos discutir 2016 e fortalecer o PR em Salvador e na Bahia. Marcos MedradoDiogo

MÁRIO GUSMÃO É O HOMENAGEADO EM FESTIVAL DE CINEMA

Mário Gusmão Foto_Maria Sampaio_Acervo PessoalReferência para o povo negro e para o cenário artístico da Bahia, Mário Gusmão é o grande homenageado do VI FECIBA – Festival de Cinema Baiano, que será realizado em três cidades do interior do estado – Juazeiro, de 08 a 10 de abril, no Centro de Cultura João Gilberto; Feira de Santana, de 13 a 15 de maio, no Centro de Cultura Amélio Amorim; e Itabuna, de 09 a 11 de junho, no Centro de Cultura Adonias Filho. Realizado pelo NúProArt – Núcleo de Produções Artísticas e pela Voo Audiovisual, o evento conta com apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento à cultura gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz), através do edital Agitação Cultural: Dinamização de Espaços Culturais.

Nascido em 1920 na cidade de Cachoeira (BA), Mário Gusmão foi o primeiro ator negro a se formar pela Faculdade de Teatro da Universidade Federal da Bahia – UFBA, onde ingressou na segunda turma em 1950. Mas foram nas décadas de 1960 e 1970 que ele viveu o melhor momento de sua carreira. Seu trabalho junto ao Teatro dos Novos, grupo responsável pela renovação do cenário teatral em Salvador, o levou a atuar em mais de vinte peças.

No cinema, Mário participou de obras importantes para a cinematografia brasileira, como O caipora (1963), de Oscar Santana, O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro (1969), de Glauber Rocha e “Jubiabá” (1985), de Nelson Pereira dos Santos. Na televisão, integrou o elenco das novelas “Tenda dos Milagres (1985), da Rede Globo e “Dona Beija” (1985-86), da Rede Manchete.

Como parte da homenagem, a Mostra Retrospectiva do VI FECIBA será dedicada ao ator. Em Juazeiro será exibido o documentário Mário Gusmão: o anjo negro da Bahia (2005), do diretor Elson Rosário. O filme revela a vida e a obra do ator em três linhas temáticas: a artística, a militância política no movimento negro e a espiritual, através do candomblé. A narrativa é construída com base nos depoimentos de personalidades do cenário cultural, teatral e cinematográfico da Bahia e do Brasil, tais como Nilda Spencer, Orlando Senna, Paloma Rocha, Jackson Costa, Carlinhos Brown e Jefferson Bacelar, autor da biografia do autor, Um príncipe negro na terra dos dragões da maldade, livro lançado em 2006.

Dando continuidade à programação especial da Mostra Retrospectiva, em Feira de Santana, será exibido o filme A imagem da terra (1980), importante obra da filmografia de Glauber Rocha, do qual Mário fez parte do elenco. Já em Itabuna, a exibição será do longa O anjo negro (1972), de José Humberto Dias, filme que o ator protagonizou e cujo título passou a ser utilizado como uma qualificação ao homenageado.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Saiba mais sobre o VI FECIBA: www.feciba.com.br

SANTA CASA AGENDA CIRURGIAS

ImageProxy.mvc

IF BAIANO ABRE VAGAS PARA TRADUTOR/INTERPRETE DE LIBRAS

De 04 a 08 de abril, o Instituto Federal Baiano (IF Baiano) / campus Valença está com inscrições abertas e gratuitas para o processo seletivo simplificado de contratação de tradutor/intérprete de libras, com disponibilidade de 02 (duas) vagas. A seleção é para contrato temporário de 40 horas semanais, com remuneração de R$ 2.175,17 (dois mil, cento e setenta e cinco reais e dezessete centavos) podendo ser acrescida de auxílios transporte, pré-escolar e alimentação.

O processo constará de duas etapas: prova prática (eliminatória e classificatória) e avaliação curricular.

Mais informações:tradutor-interprete-libras-valenca