Monthly Archives: novembro 2016

‘Anão’ do Orçamento, Geddel passou a ser aliado de ACM e Dilma

O político do PMDB foi ministro da Integração Nacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e agora comanda a Secretaria de Governo de Michel Temer

Daiene Cardoso / Estadão Conteúdo

Uma das figuras proeminentes da política baiana, o hoje ministro Geddel Vieira Lima tem, em sua trajetória, casos polêmicos. Em 1993, então deputado federal, ele foi citado no escândalo dos Anões do Orçamento, episódio em que parlamentares foram acusados de manipular emendas para beneficiar empreiteiras, mas acabou inocentado na CPI que investigou o caso.

Na época, o ex-deputado João Alves foi apontado como articulador do esquema que envolveu 37 parlamentares e uma movimentação de R$ 100 milhões. Os políticos foram acusados de cobrar propina de empreiteiras para incluir obras no Orçamento da União ou conseguir recursos nos ministérios para garantir a realização dos projetos. Ao final seis parlamentares perderam o mandato.

Em 2002, Geddel protagonizou um bate-boca com o ex-presidente Itamar Franco, na época governador de Minas. Após ser chamado por Geddel, então líder do PMDB na Câmara, de “desleal” e “nômade partidário”, Itamar retribuiu a acusação classificando-o de “percevejo de gabinete”, “vendedor de sigla” e “anãozinho do Orçamento”.

Geddel e seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), cresceram no mundo político inspirados pelo pai, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima, morto neste ano. Sua família era aliada de Antonio Carlos Magalhães e Geddel era próximo de Luís Eduardo Magalhães, filho de ACM, que morreu em 1998, quando despontava como possível presidenciável.

Rompido com o “carlismo”, Geddel foi ministro da Integração Nacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no período de 2007 a 2010. Enquanto chefiou a pasta, foi acusado de destinar a maior parte dos recursos para seu estado.

Geddel deixou a Esplanada dos Ministérios para concorrer ao governo da Bahia, mas perdeu a eleição de 2010 para o petista Jaques Wagner.

Voltou para o governo federal como vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica, de onde saiu em 2013, após divulgar uma mensagem em uma rede social pedindo que a então presidente Dilma Rousseff publicasse sua exoneração do cargo.

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República abriu processo para investigar se Geddel Vieira Lima pressionou o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero para liberar a construção de um empreendimento em Salvador nos arredores de uma área tombada. Geddel disse ter comprado um apartamento no prédio.geddel-vieira-lima

XVII Roda de Gestantes da Santa Casa de Valença acontece nesta quarta (23)

Alimentação adequada para gestantes é o tema desta edição

Nesta quarta-feira (23), acontece a XVII Roda de Gestantes, promovida pela Santa Casa de Valença. O encontro gratuito vai debater “Alimentação saudável para gestantes”, às 09h30, no Anexo I da instituição.

Pais e mães podem participar e devem se inscrever através do e-mail assist_social@scmvca.org ou, presencialmente, no setor de Serviço Social da Santa Casa. As vagas são limitadas.

Mais informações: (75) 3641-8432.XVII Roda de Gestantes

Wagner absorve Serin, Josias cai e Torres fica ‘de férias 30 dias’

Aliados do governador dizem que anúncio “está na boca de sair”; livre da “quarentena”, tendência é de que ex-ministro assuma pasta criada exclusivamente para ele

Evilasio Juniorrui-costa-abraca-jaques-wagner-foto-camila-souza-govba
O governador Rui Costa (PT) vai confirmar nos próximos dias para qual pasta irá o seu antecessor e correligionário Jaques Wagner, cuja quarentena da Presidência da República vence este mês. O ingresso do seu padrinho político na gestão já foi cravado pelo próprio dono da caneta.

Há expectativa de que o destino do ex-ministro seja revelado em evento na manhã desta quinta-feira (17) em Lauro de Freitas, quando o chefe do Executivo fará vistoria às obras da Via Metropolitana, que ligará a rodovia CIA-Aeroporto à Estrada do Coco.

Informações obtidas pelo bahia.ba com fontes do Palácio de Ondina confirmam que o ex-ministro de Dilma Rousseff será alocado em uma pasta híbrida, que irá absorver, por exemplo, as funções da atual Secretaria de Relações Institucionais.

Embora auxiliares do governador refutem a tese de supersecretaria, a tendência é de que Wagner comande uma nova pasta criada exclusivamente para ele, que o possibilite se movimentar na articulação política. Ele já tinha sido especulado em cargos como Casa Civil, Desenvolvimento Econômico e Agenda Territorial da Bahia.

“Poderá ser um mix de cada uma, além da área internacional. Mas Relações Institucionais, com certeza. Está na boca de sair”, confidenciou um aliado muito próximo a Rui.

Não há prazo, no entanto, para o anúncio da aguardada minirreforma do governo, que pretende enxugar a máquina, por meio da fusão de pastas e extinção de cargos, além de possíveis trocas de secretários.

Por enquanto, a única queda dada como certa é a do titular da Serin, Josias Gomes (PT), deputado federal licenciado, que irá reassumir a cadeira na Câmara. Com o retorno do petista ao Congresso, Fernando Torres (PSD), volta para a suplência, mas não está preocupado.

“Ninguém falou nada ainda comigo. Nem Rui nem Josias. Se isso acontecer, vou ficar de férias 30 dias. Em janeiro eu volto no lugar de Moema”, brincou o parlamentar, em relação ao fato de que a deputada vai reassumir a Prefeitura de Lauro de Freitas em 1º de janeiro.

Procurado pela reportagem, Josias não atendeu às chamadas telefônicas, embora a sua secretária particular tenha retornado aos contatos.

Deputada Fátima Nunes entregará título de cidadão baiano ao senador Paulo Paim

Amanhã (18), o senador Paulo Paim, receberá o título de cidadão baiano. Proposta pela deputada estadual Fátima Nunes (PT), a Sessão Especial acontecerá no Plenário do Palácio Deputado Luís Eduardo Magalhães, na Assembleia Legislativa da Bahia (CAB), às 9h30. Paim é autor de projetos como Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003), Estatuto da Pessoa com Deficiência e Estatuto da Igualdade Racial.

“Foi com muita alegria que apresentei a Indicação para entrega desse título ao senador Paim. Um militante, com acentuada dedicação ao social e respeito pelo país, sempre em defesa dos direitos dos trabalhadores, dos aposentados pensionistas e idosos, servidores públicos e assalariados. Dono de uma história pessoal e política, marcada pela incessante luta em prol da justiça social e da igualdade, onde defende com garra os direitos dos cidadãos brasileiros e todos àqueles que, de alguma forma, são discriminados em nossa sociedade”, declarou a parlamentar.

História – Filho do casal Itália Ventura da Silva Paim e Ignácio Alves Paim, Paulo Paim, que nasceu no dia 15 de março de 1950, em Caxias do Sul (RS), começou a trabalhar muito cedo. Aos oito anos, amassou barro em uma fábrica de vasos, depois foi vendedor de quadros e marceneiro. Aos doze anos, auxiliou seu tio trabalhando na feira livre, em Porto Alegre. Após essa experiência, Paim iniciou o estudo no ensino técnico profissionalizante do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), vaga conquistada por seu pai.

Ao concluir o estudo, o caxiense principiou sua vida profissional como operador metalúrgico profissional, lutando pelos direitos dos trabalhadores, levando-o a liderança sindical. Devido a força da ditadura da época, ao participar de uma passeata em defesa da democracia, perdeu o cargo de presidente.

Conhecendo cada vez mais a dificuldade dos desempregados, aposentados e trabalhadores, Paim passou cada vez mais a se envolver com o movimento sindical, tornando-se presidente do Sindicado dos Metalúrgicos de Canoas, da Central Estadual de Trabalhadores e Secretário Geral e Vice-Presidente da CUT Nacional.

Em 1986, foi eleito deputado federal para dar prosseguimento a sua luta pelos direitos da população, sendo o parlamentar mais votado da região Sul do país. Foi reeleito por quatro mandatos. A luta da Assembleia Nacional Constituinte foi um dos marcos de sua história. Em 2003 assumiu a vaga de senador, sendo eleito com mais de dois milhões e cem mil votos. Atuou como vice-presidente da Casa por dois anos e no biênio 2007/2008 assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos (CDH).

Em oito anos de Senado apresentou mais de mil propostas. Todas elas nasceram de um olhar atento à sua gente e se transformaram em ideias colocadas no papel, como se estivessem fecundando a terra, na esperança da colheita. É autor de várias leis, entre elas a Lei do Estatuto do Idoso (10.741/03) e da Lei 9.459/97, que prevê que crimes de racismo sejam inafiançáveis.

Em 2014, foi considerado o segundo senador mais atuante do país, recebendo o Prêmio Congresso em Foco. De acordo com o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Paim é um dos “Cabeças do Congresso”, único parlamentar a figurar em todas as edições e com nota 10. Segundo o ranking do site Atlas Político, idealizado por dois doutores de Harvard, o senador aponta como o melhor do país.

No último dia 6, o senador lançou, na 62ª edição da Feira do Livro de Porto Alegre, o exemplar intitulado “O martelo, a pedra e o fogo”. A obra fala sobre democracia, liberdade e cidadania, onde o Martelo representa a democracia, a liberdade, a justiça, a igualdade, o voto, a Constituição cidadã de 1988 – uma das cartas sociais mais avançadas do mundo; a Pedra representa as “Pelejas” do Brasil: saúde, educação, infraestrutura, ciência e tecnologia, emprego e renda. Que país queremos? Que nação sonhamos?; E o fogo representa todos os brasileiros e brasileiras, mulheres e homens, de norte a sul, das cidades, dos campos, das florestas e do litoral. “Somente com o povo mobilizado, garganta rouca e bandeiras ao vento é que vamos mudar o Brasil”, declarou o senador em seu exemplar.

Fonte: Ascom da deputada estadual Fátima Nunes (PT-BA)FNFNFNPaim

Jornalista da TV Globo é hostilizado, agredido e expulso de protesto no Rio Leia mais em: http://zip.net/brtw33

O repórter da TV Globo Caco Barcellos foi agredido por manifestantes em frente à Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), na tarde desta quarta-feira. A informação foi confirmada pela própria TV Globo. Segundo a emissora, Caco e a sua equipe estavam preparando uma reportagem para o “Profissão Repórter”, quando foram abordados, hostilizados e agredidos por “alguns manifestantes”. Um cone e várias garrafas foram jogados contra os profissionais, além de palavras de ordem como “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo”. O protesto contra o pacote de austeridade fiscal no Estado, que os deputados estaduais discutem na Alerj, teve confronto.16nov2016---o-reporter-da-tv-globo-caco-barcellos-foi-agredido-por-manifestantes-em-frente-a-alerj-assemblei(1)

Ministra do TSE nega pedido de liberdade de Garotinho Leia mais em: http://zip.net/brtw3F

Brasília, 17 (AE)Estadão Conteúdogarotinho_04_20161116123950 – A ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou, na noite desta quarta-feira (16), um pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR). O político foi preso preventivamente pela Polícia Federal. Garotinho é acusado de compra de voto, associação criminosa e coação.
Ele foi alvo da Operação Chequinho, que apura fraudes no programa Cheque Cidadão. A ação foi autorizada pela Justiça Eleitoral de Campos dos Goytacazes, cidade considerada o reduto eleitoral do ex-governador, a 270 km da capital fluminense. Garotinho é secretário de Governo da cidade. A mulher dele, Rosinha, é prefeita.

Na decisão desta noite, a ministra do TSE alegou “supressão de instância” e entendeu que o habeas corpus deve ser analisado primeiramente pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado.

De acordo com as investigações, eleitores eram inscritos no programa que dá R$ 200 por mês a famílias de baixa renda. Os advogados do ex-governador sustentam que a “prisão é arbitrária, ilegal e baseada em fatos que não ocorreram”.

“A prisão a qual está submetido o ex-governador é abusiva e ilegal e decorre de sua constante denúncia de abusos de maus tratos a pessoas presas ilegalmente naquela comarca. Estas denúncias de abuso foram dirigidas à Corregedoria da Polícia Federal e ao juiz, que nenhuma providência tomou”, diz nota da defesa.

PROCON BAHIA DEFLAGRA OPERAÇÃO BLACK FRIDAY PARA EVITAR FRAUDES NOS PREÇOS

A primeira fase da “Operação Black Friday 2016″ promovida pelo PROCON-BA iniciada em 26 de outubro tem como finalidade monitorar os preços de produtos para coibir fraudes ou publicidade enganosa com falsos descontos durante a black friday em sites e lojas online. A partir desta pesquisa será possível avaliar se os descontos ofertados no dia da liquidação foram benéficos aos consumidores. Além da fiscalização na Internet, a equipe de fiscalização do órgão prossegue com a operação nas lojas físicas da capital até o dia 25/11. Após o término das ações fiscalizatórias será divulgado o balanço.

“Estamos monitorando os preços e registrando ofertas de produtos em sites do comércio online que prometem participar da black friday. Nossa intenção é realizar comparativos e saber se realmente as empresas reduzirão os preços, ou não se trata de publicidade enganosa”, ressalta o Diretor de Fiscalização do PROCON-BA, Iratan Vilas Boas.

De acordo com o Superintendente do Procon-Bahia, Marcos Medrado, a iniciativa foi planejada para que os direitos consumeristas sejam sempre protegidos. “Nossas equipes já estão em alerta para que os preços praticados na grande liquidação não sejam lesivos aos consumidores. Caso sejam encontradas irregularidades, medidas punitivas serão tomadas”, completou.

HISTÓRIA

A Black Friday, que será realizada no próximo dia 25/11, é uma grande liquidação de origem estadunidense e que ocorre no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças. No Brasil, a tradição se iniciou em 2010 e hoje já é uma das grandes datas do varejo nacional.BF

ROMILSON MUNIZ É REELEITO PRESIDENTE DA FEMAMVA

Em assembleia realizada na ultima sexta-feira (28 de outubro), com os presidentes de associações de bairros, o atual presidente da Federação das Associações de bairros de Valença(FEMAMVA), Romilson Muniz foi reconduzido ao cargo de presidente da entidade por mais quatro anos.
Com a participação de diversas associações de bairros, os seus presidentes por unanimidade elegeram Romilson Muniz ao cargo de presidente da FEMAMVA por perceberem os avanços conquistados em sua primeira gestão.
Reconhecendo o apoio dos filiados, associações de bairros e serviços, o presidente reeleito disse que irá trabalhar ainda mais pelos bairros de Valença. “O Programa de Aquisição de Alimentos(PAA) foi uma importante conquista para as associações, a reestruturação das sedes das associações, advogados à disposição das entidades e o apoio na conquista de programas e projetos foi a marca da nossa administração”, disse Muniz.
Romilson-Muniz