Monthly Archives: maio 2017

Soldado Prisco propõe título de cidadão baiano a Bolsonaro

Deputado estadual disse que o pré-candidato a presidente se destaca pelas lutas, por exemplo, contra o “kit gay”

Por João Brandão

O deputado estadual Soldado Prisco (PPS) propôs um projeto de resolução para homenagear o parlamentar federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Conforme publicação no Diário Oficial do Legislativo desta terça-feira (23), o baiano quer entregar o título de cidadão baiano ao pré-candidato a presidente.

De acordo com a justificativa, Prisco diz que Bolsonaro “destaca-se na luta pela proibição do chamado ‘Kit Gay’ (cartilhas destinadas às escolas do ensino fundamental) com forte viés de apologia ao homossexualismo (sic) e pela redução da maioridade penal”.
prisco-bolsonaro
“Seu papel combativo no congresso nacional, na luta contra a corrupção é revelador de exemplo a baianos e baianas (sic)”, diz outro trecho da proposição.

A proposta foi enviada à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e ainda não tem data para ser votada em plenário.

“PROCON VAI ÀS ESCOLAS” VISITA O COLÉGIO ESTADUAL THALES DE AZEVEDO

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON-BA) dá continuidade ao projeto “PROCON Vai às Escolas” na rede estadual de ensino, com aulas de noções básicas de direito do consumidor aos professores e diretores, chegando a mais uma instituição, nesta terça-feira (23) no Colégio Estadual Thales de Azevedo, no Costa Azul. O “PROCON Vai às Escolas” já esteve em 13 escolas da rede estadual de ensino capacitando 709 professores.

Procon

A ação tem como principal objetivo orientar os educadores para serem agentes multiplicadores, repassando os conhecimentos para alunos da rede estadual de ensino fundamental. “A Educação para o Consumo, principalmente entre os jovens alunos, tem o condão de fomentar o exercício da cidadania, uma ação de valorização da dignidade humana e justiça social, consagrando os princípios da Constituição Federal e do Código de Defesa do Consumidor”, destaca o diretor de ações especiais do PROCON-BA, Paulo Teixeira.

Durante a capacitação, são abordados os direitos básicos dos consumidores quanto à saúde, vida e segurança; a informação; e a proteção contra publicidade enganosa e abusiva, entre outras. Além de serem esclarecidos itens do Código de Defesa do Consumidor como trocas de produtos, prazos para conserto, garantia e prestação de serviço público.

O Projeto “PROCON Vai às Escolas” é uma iniciativa da Diretoria de Assuntos Especiais da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON-BA), Órgão vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social.

RESPEITE O DEFESO DO ROBALO

Robalo

RUI COSTA ENTREGA NOVA ESTRADA DE CAIRU

Conivte BA 884

Irmã de Aécio Neves é alvo de mandado de prisão; PF acionará a Interpol

A irmã do senador Aécio Neves (PSDB), Andrea Neves, é alvo de um mandado de prisão em uma operação da Polícia Federal que acontece nesta quinta-feira (18). Ela está fora do Brasil, em Londres, e deve ser presa ao retornar. A PF acionará a Interpol.

AN

Até o momento, os investigadores confirmaram a prisão de outras duas pessoas, um procurador da República, que trabalha no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e o advogado Willer Tomaz, supostamente ligado a Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Agentes da Polícia Federal estão em imóveis do senador e presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, na manhã desta quinta-feira, 18. O presidente do PSDB foi acusado pelo empresário Joesley Batista de lhe pedir dinheiro em meio às investigações da Operação Lava Jato. O valor de R$ 2 milhões foi rastreado e chegou ao senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Se Belchior tivesse tido 1/5 desse reconhecimento em vida, talvez não morresse triste e escondido. Por Kiko Nogueira

Bel

A morte de Belchior gerou uma comoção nacional. Todos os brasileiros foram lembrados de como ele era importante.

Seu velório em Sobral, no Ceará, lotou. Milhares cantavam suas músicas, outros tantos tiravam selfies com seus sósias.

Caetano Veloso afirmou que suas canções “não são das que morrem”. Elba Ramalho o chamou de “um homem culto, inteligente, elegante, grande amigo, parceiro”.

Maria Rita falou “dos versos que tocam a alma profundamente, desde sempre, desde que entendo a música como ferramenta de explosão – explosão de amores”.

O Ministério da Cultura se manifestou. Até Michel Temer proferiu uma de suas cretinices (“Ele foi o intérprete de uma época rica do país”).

Emissoras de TV realizaram especiais, Faustão fez seus discursos sem sentido, as rádios tocaram suas canções.

Se Belchior tivesse tido um quinto desse carinho e desse reconhecimento em vida, talvez não tivesse morrido triste e escondido numa cidadezinho do Rio Grande do Sul.

O Brasil é especializado em destruir seus ídolos. O dístico de Brecht, pobre do país que precisa de heróis, é inaplicável aqui porque nós não os cultivamos, para o bem ou para o mal.

A última entrevista de Belchior foi em 2009 para o “Fantástico”. A repórter Sônia Bridi o encontrou no interior do Uruguai, para onde tinha fugido com a mulher Edna Prometeu.

“Não sou uma celebridade”, disse ele. “Assim que terminar esse trabalho aqui, com certeza eu vou de volta para a minha cidade amada, para os lugares mais queridos do Brasil, vou fazer show, vou soltar um disco com canções novas, e eu tenho certeza que vai ser simplesmente a continuidade do amor que o povo do Brasil sabe que eu tenho por ele”.

O auge de sua carreira foi entre 1976, lançamento do disco “Alucinação”, e 1980. A decadência foi paulatina. Shows escassearam, CDs pararam de vender.

Foi retirado do esquecimento completo por causa do folclore em torno de seu desaparecimento. Tinha dívidas com empresários e pensões alimentícias. Tinha mandados de prisão. Hospedava-se em casas de amigos e dava calotes em hoteis.

Virou uma figura cult, uma curiosidade nacional, uma espécie de ET de Varginha. Seus vídeos no YouTube passaram a bombar.

Parte dessa fuga era uma viagem pessoal insondável, parte era desespero e certeza de que vivia num lugar que o jogara no lixo.

Gravador por mais de 150 artistas, Belchior morre deixando um passivo financeiro enorme — enquanto Claudia Leitte, por exemplo, é uma mulher rica, com pendência junto à União de 22,5 milhões de reais. Entre outros.

Deveria haver espaço para todos, o luxo e o lixo, mas não é assim que vivemos.

A MPB tem meia dúzia de titãs celebrados o tempo inteiro e, aparentemente, mais nada. Chico, Caetano, Gil, Gal, Bethânia — e depois o silêncio.

Alguém sabe onde está Jards Macalé? Alguém tem ouvido falar de Arnaldo Baptista?

Nos EUA, tributos são organizados o tempo inteiro para artistas e bandas. Na Inglaterra, uma dos mais famosos foi o que Eric Clapton organizou em homenagem a Ronnie Lane, do Faces, com a presença de membros dos Stones, The Who, mais Jeff Beck e quem você quiser.

Por aqui, o único caso famoso foi o de Marcelo Nova, que organizou uma turnê com seu ídolo Raul Seixas. Nova, obviamente, foi chamado de oportunista. A gente não perdoa.

Belchior foi morto em vida pelo nosso descaso. Faltava ser enterrado.

BASE DE SEGURANÇA DA BOLIVIA SERÁ ENTREGUE NESTA QUARTA-FEIRA

BAse

A tão sonhada Base da Polícia Militar, no Bairro da Bolívia, enfim, será inaugurada nesta quarta-feira (17.05), às 11h, na rua Direta da Bolívia. Hoje (15.05), o prefeito Ricardo Moura, juntamente com a 33ª CIPM, empresários e associações local, firmaram parceria para dar apoio ao posto policial. Este prédio onde será montada a Base, inicou no governo de Jucélia, e estaria pronto para ser inaugurado, mas só agora está sendo montado.

Hoje o Bairro da Bolívia esta mais tranquilo, no passado já foi taxado de bairro violento, mas depois que a ex-prefeita Jucélia Nascimento trouxe a Base Móvel da Polícia Militar, o bairro tomou outro rumo, a Bolívia está bem melhor de se viver.

“Essa parceria entre o município, o Governo do Estado e a iniciativa privada já vem fazendo a diferença em Valença e outros municípios da região, a exemplo de Ituberá. Estamos à disposição para melhor atender toda a comunidade”, disse o Tenente Coronel Itamar Gondim.

Após atacar pais, prefeitura usa ‘caso das mochilas’ em homenagem às mães

“Parabéns a você que é mãe e carrega consigo a grandeza de sentimentos maiores do que a nossa mochila”; Veja a peça

Redação Bahia.Ba

A prefeitura de Jequié, no sudoeste baiano, fez uso do polêmico episódio das mochilas para homenagear as mães do município em uma publicação realizada na página oficial da Secretaria de Educação, no Facebook, neste sábado (13).

Na terça-feira (9), após o caso ganhar visibilidade nacional através de inúmeros memes compartilhados nas redes sociais, a administração local emitiu nota, em tom ácido, que questionava se os pais “não servem nem para carregar as mochilas”.

No post em referência ao Dia das Mães, a gestão municipal se redime e relaciona o tamanho das sacolas oferecidas aos alunos das creches à “grandeza de sentimentos” das genitoras. “Parabéns a você que é mãe e carrega consigo a grandeza de sentimentos maiores do que a nossa mochila”, diz o texto contornado por um coração.
card-prefeitura-de-jequie-sobre-polemica-das-mochilas

CAMARA DE CAIRU PRESTA HOMENAGEM AS MÃES

Mae Cairu

PROJETO PROIBE JOGAR BITUCAS DE CIGARRO EM VIAS PÚBLICAS

Preocupado em colaborar com a limpeza nas praias e nas vias públicas, bem como com a reciclagem dos filtros de cigarro, o vereador Ronaldo Pereira de Jesus (PR) apresentou, durante a sessão legislativa do último dia 3 de maio, projeto de lei que dispõe sobre o descarte deste material.
72413_BITUCAS-
O projeto que ora tramita nas comissões internas da Casa estabelece a proibição de se jogar filtros de cigarro nas vias, praças, parques e quaisquer áreas públicas do município de Cairu. Prevê, também, a instalação de lixeiras específicas para o descarte apropriado. Ainda de acordo com a proposta, os infratores estarão sujeitos à multa de R$ 100.

Após apreciação das comissões, o projeto de lei deverá ser colocado em votação no plenário. Caso aprovado, será um importante passo para a educação ambiental e conscientização da população a não jogar qualquer tipo de lixo nas ruas.