Coleta e troca do óleo de cozinha

Bom para você melhor para o meio ambiente. More »

Violência Contra Mulher

O orgulho não foi feito para o homem, nem a ira violenta para os nascidos de mulher. (Eclesiástico 10,18) More »

Mais Cultura no Bairro da Bolivia

Aulas pensadas para trabalhar a Saúde. Desde a adolescência até a terceira idade. More »

Blitz Educativa

“Proteja-se! Use o cinto de segurança” More »

ESCOLA COMUNIDADE QUILOMBOLA

Comunidade Quilombola com melhor educação. More »

 

Reservatórios de quatro assentamentos em Tucano são povoados com 35 mil peixes

As chuvas que caíram recentemente no Semiárido baiano encheram aguadas, barragens e tanques de quatro assentamentos no município de Tucano. Na quarta-feira (17), esses reservatórios estarão povoados com 35 mil peixes da espécie tambaqui.

A iniciativa beneficia diretamente 90 famílias, das áreas de reforma agrária Santa Virgínia, Amazonas, São José do Marimbá e Atracajú. Durante a Semana Santa, em março, os trabalhadores rurais já poderão fazer a primeira despesca.

A ação faz parte das atividades da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) prestada pelo Incra na Bahia em parceria com a Fundação Juazeirense para o Desenvolvimento Científico, Tecnológico, Econômico, Sociocultural, Turístico e Ambiental (Fundesf).

Os peixes cedidos pela Bahia Pesca, empresa do governo do estado, estarão totalmente crescidos para a pesca em até três meses, informa o coordenador de Ater do Incra, George Lobo, que é engenheiro agrônomo e esteve em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, para apanhar os peixes, na terça-feira (16).

“A criação de peixes, como o tambaqui, possui boa conversão alimentar para as famílias, eles crescem rápido, consumindo tanto ração como alimentos naturais”, acrescenta Lobo.

O coordenador explica que, na terça-feira, com o auxílio de biólogos, engenheiros florestais e agrônomos, que fazem parte da equipe de Ater, foi concluído o povoamento com tambaquis nos assentamentos aptos.

“O peixamento foi colocado em prática após a espera do término da estação chuvosa”, conta Lobo. Antes da ação, a equipe de técnicos analisou a viabilidade do projeto, verificando o potencial de povoamento, a boa qualidade da água acumulada e a profundidade.INCRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>