Coleta e troca do óleo de cozinha

Bom para você melhor para o meio ambiente. More »

Violência Contra Mulher

O orgulho não foi feito para o homem, nem a ira violenta para os nascidos de mulher. (Eclesiástico 10,18) More »

Mais Cultura no Bairro da Bolivia

Aulas pensadas para trabalhar a Saúde. Desde a adolescência até a terceira idade. More »

Blitz Educativa

“Proteja-se! Use o cinto de segurança” More »

ESCOLA COMUNIDADE QUILOMBOLA

Comunidade Quilombola com melhor educação. More »

 

Geddel está ‘liquidado’ com delação de Funaro, diz colunista

Segundo publicação, peemedebista baiano passou a ligar insistentemente para a mulher do empresário, preso há sete meses, a pretexto de solidariedade, para colher informações

Redação Bahia.ba

O ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), estará “liquidado”, a partir das revelações da delação do empresário Lúcio Funaro, preso há sete meses pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato, conforme a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Segundo a publicação, a avaliação do Ministério Público Federal é de que a situação do peemedebista baiano é semelhante à de dois dos seus correligionários cariocas: o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.
Geddel-Quadros-Vieira-Lima-e-Michel-Temer
De acordo com o colunista, Geddel se desesperou nas últimas semanas ao saber que o amigo estava em processo de negociação para fazer uma colaboração premiada e passou a ligar insistentemente para a mulher de Funaro. O pretexto seria prestar solidariedade, mas o verdadeiro objetivo seria colher informações sobre a delação, se já teria sido iniciada.

Lúcio Funaro é acusado de envolvimento em um esquema de cobrança de propinas de empresas que obtinham empréstimos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS), via Caixa Econômica Federal. A irregularidade teria ocorrido entre 2011 e 2015, período em que Geddel foi vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco.

Atual chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha também seria impactado com as revelações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>