Coleta e troca do óleo de cozinha

Bom para você melhor para o meio ambiente. More »

Violência Contra Mulher

O orgulho não foi feito para o homem, nem a ira violenta para os nascidos de mulher. (Eclesiástico 10,18) More »

Mais Cultura no Bairro da Bolivia

Aulas pensadas para trabalhar a Saúde. Desde a adolescência até a terceira idade. More »

Blitz Educativa

“Proteja-se! Use o cinto de segurança” More »

ESCOLA COMUNIDADE QUILOMBOLA

Comunidade Quilombola com melhor educação. More »

 

Medrado volta para Câmara e atribui demora a Neto: ‘Ele é torturador’

O cargo estava vago desde a volta do deputado licenciado Antônio Imbassahy (PSDB) ao Ministério da Secretaria de Governo, no dia 3 de agosto

João Brandão
MM
Após um mês da indecisão do vice-prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB), em relação ao mandato na Câmara dos Deputados, Marcos Medrado (Podemos) reassumiu como deputado federal.

O cargo estava vago desde a volta do deputado licenciado Antônio Imbassahy (PSDB) ao Ministério da Secretaria de Governo da Presidência da República, no dia 3 de agosto.

No dia 8 de agosto, Colbert, que é o primeiro suplente da coligação, disse ao bahia.ba que viajaria para Brasília para decidir, mas o peemedebista não retornou mais as ligações após a data.

“Toda vez que eu estiver que sair vai ser a mesma coisa. O prefeito [ACM Neto] é muito perseguidor. Só espero ele autorizar o cara sair para eu entrar. Ele é torturador, porque a Bahia fica sem um deputado em Brasília, só para atender a vontade dele”, afirmou Medrado à reportagem.

O presidente do Podemos, deputado federal João Carlos Bacelar, reclamou da demora. “Independentemente de ser ou não perseguição política, há uma questão maior que é o desrespeito à representação política da Bahia na Câmara. Isso é um desrespeito à representação popular. Tudo bem que o regimento da Casa permite, mas a Bahia tem perdido com isso”, disse.

Essa é a segunda vez que Medrado sentou na cadeira de deputado em um ano. No final de junho, após mais um impasse com Colbert, ele assumiu pela primeira vez o mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>